Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Treinador é mesmo tão importante?

O assunto é delicado. Treinador merece mesmo ganhar os salários obscenos que ganham. Eles são mesmo tão importantes? Qualquer resposta vai ser uma mera opinião, e a minha é: NÃO. O principal trabalho de um treinador hoje e fazer com que todo mundo pense que são tão importantes. Não são. 

Quem ganha sempre foram os jogadores. Suas qualidades, habilidades e decisões são que fazem o futebol. Treinador tem que treinar o time, escalar o melhor e procurar não atrapalhar. E é aí que eles ferram tudo. Afinal, eles tem que fazer parecer que são importantes, lembra? Que graça tem ganhar fazendo o arroz com feijão? Como é que os "Especialistas de Futebol" (outro emprego supervalorizado) vão dizer que o time ganhou por que o treinador A deu um nó tático no B? Se fizer o simples, como ficam seus egos? Não, eles precisam inventar para justificar seus salários. 

Treinador "Top" ainda tem outro problema. Adoram se achar mais importantes que jogadores. Ao invés de gerenciar egos, costumam ser o maior deles. Adoram querer aparecer e acabam criando crises que jogam trabalhos inteiros no lixo. Se treinador tem uma capacidade X de ajudar, tem uma capacidade 100X de atrapalhar.

Vamos dar aos treinadores os méritos que tem. E torcer para chegar o treinador perfeito, que é aquele que treina e não atrapalha.


2 comentários:

Bruno Andrade disse...

Olá, meu nome é Bruno Andrade, em nome do meu projeto/blog, Fora do Ar, venho em busca de algum tipo de parceria e/ou divulgação da parte da sua equipe e moderação, caso queira saber mais sobre o que estou falando, acesse meu blog: http://foradoaroficial.blogspot.com/. Desde já obrigado, aguardo resposta!

Anônimo disse...

Penso que nesse boom da profissionalização do futebol, o treinador vai perder ao longo do tempo essa importância dos dias atuais. Um clube bem gerido vai ter sua filosofia e estilo de jogo no DNA e quem vai determinar isso é o conjunto, que vai desde o roupeiro até gerente executivo e claros os profissionais que lidam com tecnologia e informação no futebol. O treinador vai ser um mero componente desse conjunto, esse profissional pode ser até produzido dentro do próprio clube.