Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Anotem este time!

Felipe; Léo Moura, González, Welinton e Junior Cesar; Willians, Muralha (L. Antonio), Bottinelli (Magal) e Ronaldinho Gaúcho; Deivid (Gustavo) e Vágner Love. 

(já já falaremos desse time... peraí)

O jogo desta 4a em Guayaquil tinha todos os ingredientes pra terminar em choro e ranger de dentes para nós. Risco sério de eliminação; adversário difícil, invicto há 6 meses no seu estádio; retrospecto ruim fora de casa nesta Libertadores; alguns titulares e outros reservas contundidos; Welinton improvisado de lateral direito. Ta bom ou faltou alguma coisa?


Mas aí acabaram esquecendo do que sempre disse por aqui: Nunca duvidem do Flamengo! Ao contrário dos nanicos rivais estaduais, que dia sim, outro também, não se cansam de nos fazer rir, o Flamengo sempre surpreende. E voltamos ao Rio com 3 pontos na bagagem, pra desespero dos rivais de competição, e tristeza dos secadores e dos humoristas de plantão, que já estavam com farto material guardado, esperando nossa provável derrota. E isso porque até o empate quebraria um galho.

Dos tempos de vestibulando e concurseiro eu trago que se você estuda só pra passar, você não passa; se estuda pra passar em primeiro lugar, a chance de passar é bem maior; mas se você estuda pra gabaritar, a chance de passar e em primeiro aumenta consideravelmente. 
Pois é. Talvez se o time tivesse a mentalidade de garantir o pontinho, teríamos de fato saído derrotados, mas mesmo com o cômodo empate, tentamos a vitória, e fomos premiados com o gol no finalzinho. E convenhamos, num país onde o Erazo é ídolo e zagueiro titular da seleção, não poderíamos nos contentar com um empate. 2x1 acabou saindo pouco.

Na próxima 4a teremos a batalha final, contra o León. Não é nenhum bicho-papão, mas não dá pra contar como jogo ganho, longe disso. Num grupo embolado como o nosso, onde até o líder pode acabar ficando de fora e o lanterna tem chances de terminar em 1o, tudo pode acontecer. Parece que não, mas parece ser bem mais legal quando temos obrigação de vencer. Chegaremos com a faca nos dentes. E ao torcedor que irá ao New Maracanã, fica o recado: Se você acha que vai pra uma festa, passa lá na Gávea e devolve o ingresso. Você comprou pro evento errado. Não será festa. Será guerra! 

Me lembraram aqui que Domingo tem o primeiro jogo da final do carioca. Ponham 11 cones com a camisa do Flamengo em campo e deixem que a Natureza cuida do resto. 

Ah, sim, este time do começo do texto foi o time que em 2012 perdeu pra esse mesmo Emelec. Qual a diferença?


Nenhum comentário: