Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

segunda-feira, 14 de abril de 2014

TODO MUNDO CHORA... ATÉ O FLAMENGO PODE CHORAR...

Vamos acabar com essa palhaçada de ficar chorando porque o gol foi de um jogador impedido!

O Flamengo foi campeão carioca com o gol do Márcio Araújo, que estava adiantado.

Mas, se ele não empatasse a partida, o Nixon estava lá para conferir e colocar a bola na rede.

O próprio bandeirinha Luiz Antônio Muniz de Oliveira e o árbitro Marcelo de Lima Henrique pensaram que o gol tinha sido do Nixon, que não estava impedido.

Tanto que colocaram isso na súmula. Aliás, a FFERJ vai corrigir a súmula.

Rubro-negro não chora, mas poderia reclamar do gol do Vasco no primeiro jogo da final, quando o Felipe sofreu falta clara e não conseguiu sair do gol a tempo.

Ou então do pênalti mais escandaloso que vi em minha vida, quando tiraram a camisa do Samir dentro da área vascaína.

Quantas vezes o Flamengo foi beneficiado pela arbitragem?

Com certeza foram tantas quantas o Vasco também o foi.

O mesmo podemos falar de qualquer equipe considerada grande.

E quantas vezes o Flamengo, o Vasco e outros foram prejudicados pela arbitragem?

Eu, com toda a tranquilidade, posso dizer aqui que os erros de arbitragem são, em sua maioria, erros de verdade, seja por incompetência ou seja porque não viram o lance direito mesmo.

Devo ser purista, mas me recuso a acreditar na desonestidade voluntária de um árbitro.

O dia em que eu acreditar nisso, desisto do esporte.


Repito: acredito na incompetência, desconhecimento da regra, burrice e até cegueira momentânea (se é que isso existe), mas roubo, mesmo, duvido muito.

E aí é que reside a graça do esporte.

Todos erram. O zagueiro erra e o atacante faz o gol. O atacante erra e chuta torto pra fora. O goleiro erra e leva um frango. O volante erra o passe e dá no pé do adversário.

É isso ai. O esporte, em todas as modalidades, é feito de erros e acertos de atletas e árbitros.

Já pensou se todos só errassem ou se só acertassem?

Então vamos parar de choradeira, ok?

Quem sabe, no futuro, a tecnologia será usada e os erros serão minimizados?

Isso mesmo, falei minimizados, pois eu divido que tudo seja resolvido com a tecnologia.

Sempre haverá alguma reclamação.

E é aí que reside a graça do esporte.

Que chatice seria se tudo corresse bem.

Ninguém estaria discutindo futebol nos botequins, no trabalho, nas bancas de jornais e nas esquinas.

Seria uma vida entediante....

Nenhum comentário: