Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

segunda-feira, 2 de junho de 2014

JÁ VAI TARDE!

Ontem eu estava bastante irritado com a derrota de 3 x 0 para o Cruzeiro.

Não exatamente pelo placar, mas pelo comportamento dos jogadores.

Uma vergonha! Um lixo! Cambada de vagabundos!

Uma tremenda falta de respeito com a torcida e, principalmente, com a camisa do Flamengo.

Por isso nem quis me dar ao trabalho de vir lamuriar neste meu cantinho.

Eu só livraria a cara do Paulo Victor e Wallace. 

Mas, eis que no meio da tempestade, o mundo desabando, surge uma excelente notícia!

Estamos livres do intitulado (se é que ele era mesmo) vice de futebol (in)Wallim Vasconcellos.

Imaginem se esse cara tivesse sido eleito para a presidência do Flamengo?

E olha que muita gente boa (muitos amigos meus e até eu mesmo) se enganou com a capacidade dele administrar o clube, tanto que iria ser eleito presidente, já que se trata de um executivo comprovadamente experiente e de sucesso.

Poster da campanha do Wallim
Depois de tanta besteira que fez, tantas contratações ridículas, a saída do (in)Wallim não poderia estar completa se ele não abrisse a boca para falar algumas besteiras e algumas coisas bem corretas, também..

Vamos pela ordem:

1 - "Meu compromisso com o presidente Eduardo Bandeira era de ficar no cargo só até dezembro. Depois conversamos e combinamos que ficaria até após a Libertadores. Mais tarde combinamos que eu ficaria só até a parada para a Copa do Muindo".

Papo esquisito, né? Se ele tivesse sido eleito presidente ele ia sair antes de cumprir o mandato? Pena que ele não saiu em dezembro.Talvez estivéssemos com um time melhor.

2 - "Não acho o elenco muito pior do que estão aí. Acho equivalente à maioria. O Flamengo não era para estar nessa situação. Acho que a torcida tem toda razão em protestar. Eu faria o mesmo. Mas quero que fique claro o seguinte: nós da diretoria fizemos tudo o que foi solicitado pelos jogadores. E disse para eles que estou esperando a resposta em campo, quero saber quando vai vir."

Neste ponto o Wallim está corretíssimo, inclusive os jogadores do Flamengo, atualmente, ganham bem e em dia. Não querem é jogar. Esta é a realidade. Mas que o Flamengo poderia ter um elenco melhor, isso poderia, sim. Faltou competência.

3 - "Não estou satisfeito com a quantidade de sócios-torcedores. Eu disse que o Flamengo vai ter o time que a torcida quiser. A grande maioria, infelizmente, não tem renda para se manter, mas não estou falando para eles e sim para os que têm recursos. Que paixão é essa? Não pode pagar um real por dia e recuperar o Flamengo?"

Não Wallim, não é que não possam pagar. O problema é de confiança. A nova diretoria chegou e contratou jogadores ruins e alguns caríssimos e inúteis, como o Carlos Eduardo e o André Santos. O discurso sempre foi que haveriam sacrifícios para priorizarem o pagamento das dívidas. O torcedor não quer saber de dívidas (que eu acho que devem ser pagas). O torcedor quer comemorar títulos. 

Com os resultados em campo, alguém vai confiar em dar um realzinho para a diretoria do Flamengo cuidar? 

Um realzinho para contratar o Val?

Um realzinho para contratar o Elano? 

Ou um realzinho para puxar o tapete do Jayme de Almeida e poder pagar o Ney Fraco?

A diretoria do Flamengo deu as costas ao torcedor. 

Perdeu a credibilidade.

Os diretores brigam muito entre eles e sabem esconder direitinho as desavenças em público. Nisso eles são bons. E não acho que estejam errados.

Errados estão por alimentarem essas brigas de egos.

É como dizia Raul Seixas: "É muita estrela pra pouca constelação".

A diretoria só sabe pedir, pedir e não dá nada em troca. Só ingressos caríssimos e time de merda.

Contratem bons jogadores, montem uma boa equipe e consigam resultados.

Garanto que os sócios-torcedores aparecem.

Uma coisa puxa a outra. Igualzinho à história do ovo e da galinha.

Ah... E não esqueça que se o Flamengo tem o tamanho que tem, deve muito à sua torcida, que há mais de 100 anos vem gastando muito dinheiro, lotando estádios e comprando produtos do clube.

Aliás, a torcida lotou o Maraca (é nosso), pagando preços de ingressos exorbitantes na final da Copa do Brasil de 2013.

Lembra que os dirigentes rubro-negros disseram que era preciso cobrar caro, porque esse dinheiro serviria para contratar o Elias? E então...

Torcida enganada não dá um realzinho na mão de mentiroso.

Só espero que o novo VP de futebol não seja um novo engodo.

Mas, desejo muito boa sorte ao Wallim e que ele algum dia entenda o que é o Flamengo, masnunca mais venha a ser dirigente, muito menos presidente do clube.

Sem nenhuma falsidade, eu quero bem o Walllim... 

Bem longe do Flamengo!

Já vai tarde!

Aproveita e deixa um realzinho aí...

PASCHOAL AMBRÓSIO FILHO   

Nenhum comentário: