Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

sábado, 8 de novembro de 2014

CONCORDO COM O LUXEMBURGO

Vamos voltar a falar de nossa mais recente vergonha, que foi a eliminação da Copa do Brasil, diante do Atlético Mineiro, por 4 x 1.

O técnico Vanderlei Luxemburgo deu uma declaração e concordo com ele plenamente, quando ele defendeu o Matteus Bebetinho: "Não é nenhuma surpresa para mim, dentro do imediatismo do futebol brasileiro. Se eu tivesse colocado o Amaral e perdêssemos, seria o Amaral o alvo. Sempre tem o bode expiatório. Acho uma covardia muito grande com um menino que pode se tornar um grande jogador. Se tem um responsável, fui eu, que escalei. Não me arrependo de ter escalado naquele momento, de ter dado oportunidade a ele. Acho uma covardia muito grande colocar o Mattheus como grande vilão dessa derrota. O culpado vai ser sempre alguém".

Mattheus, um falso jogador de futebol
Concordo que é uma covardia. Mas quem fez a covardia foi o próprio técnico, ao escalar um cara que JAMAIS será um jogador de futebol, muito menos "um grande jogador de futebol", conforme declarou e espera o Luxemburgo e o pai do Mattheus.

O treinador também disse: "Eu já preparei a cabeça pensando que precisaria de um jogador com uma bola boa na frente. O Mattheus é esse jogador, que pensa, que raciocina".

O Mattheus é um cara que pensa e raciocina? Tenho quase que absoluta certeza que sim. Me parece, inclusive, ser um cara culto e inteligente.

Eu também me considero um cara que pensa e raciocina, mas sou igual ao Mattheus. Não jogo bulhufas!

E, realmente, o culpado não foi o Bebetinho. Foi o Luxemburgo, que recuou demais o time e colocou três inúteis em campo.

Existem pessoas, que tentam enganar a torcida com discursos "bonitos", prepotentes, sem pé, nem cabeça, que estão destruindo o futebol do Flamengo.

Não acredito que o Luxemburgo esteja destruindo o Flamengo, até porque o conheço e sei que é um rubro-negro mais que roxo. 

Só que precisa ter humildade e assumir que errou e que, com o elenco de merda que a nossa diretoria (de nível não muito diferente do elenco) colocou nas mãos dele, fica difícil trabalhar.

Acho o Luxemburgo um grande treinador, mas que errou diante do Atlético, errou. Mas, fazer o quê? Todo mundo tem o direito de errar na vida. Isso é normal no ser humano.

O Pofexô já fez muitos milagres com o timeco que tem em mãos. E muita gente não reconhece isso.

Só não tem o direito é de querer fazer os outros de otários.

Isso não!

E nem de querer aparecer dando esporro em jornalista.

Muitos técnicos acham que sempre são mais espertos e mais inteligentes que todos e que torcedores e jornalistas são meras antas e massa de manobra, para ouvir declarações estapafúrdias.

Jornalista também erra. Também existe jornalista que nem deveria ser chamado assim, devido ao grau de imbecilidade.

Apesar do vexame, temos que encarar esta e outras derrotas com a naturalidade do esporte.

Futebol é isso. Um dia se ganha... Outro se perde... Normal.

Já disse e repeti isso diversas vezes aqui. Se o Mattheus tivesse 10% do talento do pai, seria um bom banco para o Botafogo, Madureira, Olaria e outros menos cotados.

Mattheus, Elton, Erazo e Mugni poderiam pegar a grana fácil que eles ganharam, até agora, e deveriam se transformar em empreendedores.

Podiam, por exemplo, abrir uma franquia da Casa do Pão de Queijo ou do Boticário (não estou fazendo comercial).

Garanto que aí eles seriam ótimos empresários (se fizerem o cursinho do Sebrae). Em campo, só para matar rubro-negro do coração.

Mais uma vez, parabenizo o Atlético Mineiro, por ter um verdadeiro time de futebol.

Um dia nós, flamenguistas, também teremos um, né?

A fé nunca pode acabar!

Tá na hora de renovar com o Luxemburgo para 2015!

Ele tem que continuar sendo o nosso treinador.

É uma dos poucos profissionais de altíssima qualidade que o Flamengo tem.

A diretoria tem que acordar. Já passou da hora de planejar o ano que vem.

O que estão esperando?

PASCHOAL AMBRÓSIO FILHO   

Nenhum comentário: