Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

EU NÃO ACREDITO

Eu não acredito que fomos goleados, pelo Atlético Mineiro, no Galinheiro da Pampulha, por 4 x 1, e eliminados da Copa do Brasil.

Eu não acredito que tínhamos ganhado o primeiro jogo por 2 x 0 (tremenda vantagem!) e tiraram de nossa boca o nosso docimdilei. (quem é mineiro, sabe do que estou falando. Quem não é, vai perguntar a alguém)

Eu não acredito que fizemos o mesmo papelão do Corinthians.

Eu não acredito que é a quarta vez que o Atlético consegue esta façanha.

Eu não acredito como é bom e confiante este time do Galo.

Eu não acredito que o Flamengo não duplicou a marcação a maior parte do tempo e que quase nada dava certo para nós.

Era o dia... Aliás, não era nosso dia.

Eu não acredito que um zagueiro alto e rápido como o Samir ficou fora deste jogo.

O Pofexô foi o pior em campo
Eu não acredito que o Leonardo Moura tinha que se machucar logo agora!

Eu não acredito que o Everton conseguiu chutar certo e marcar um gol. Logo hoje... 

Eu não acredito que o Luxemburgo mudou para uma tática tão covarde no segundo tempo.

Recuou o time demais, atraindo os mineiros para nosso lado, levantando o moral do adversário, que pressionou com muita raça, empurrado por uma torcida quase tão fanática quanto à nossa.

Não acredito que o Eduardo da Silva quis dar aquele passe de calcanhar bisonho, que gerou a virada atleticana. Tinha que pagar uma multa.

A partir deste gol é que o Flamengo, que ainda tinha um pouquinho de organização, ficou desesperado e perdidinho em campo.

Eu não acredito que o Pofexô tirou o Eduardo, que tava mal e colocou o Luiz Antonio.

O nosso digníssimo treinador acreditava que tirando um atacante e recuando ainda mais o time, ia segurar os hôme?

Só trouxe eles mais pra dentro de nossa área.

Por que o Flamengo abriu mão de avançar?

Eu não acredito que o Pofexô tirou o Nixon, que é veloz, tava bem e até ajudava na defesa, colocando o Elton!

O que é Elton? Ninguém ainda me respondeu esta pergunta.

Eu não acredito que o Pofexô tirou o Everton, que estava dando trabalho pros caras e colocou o Matteus Bebetinho, que nunca jogou bola.

Mais frio e sem sangue que o Mattheus, nem o Mugni.

Podem me jogar pedras. O segundo tempo era jogo para a velocidade do Negueba. Nem no banco estava, né?

Com sua velocidade e suas jogadas chaplinianas, o Negueba conseguiria segurar mais a bola lá na frente, junto com o Nixon.

Eu não acreditei, mas nosso Luxa acreditou que resolveria todos os problemas de um Flamengo caótico, jogando muito mal, com Luis Antonio, Elton e Bebetinho.

Poderíamos até perder, mas também poderíamos estar classificados, não fosse nosso elenquinho de brinquedo, fraquinho, que ficou com medo, em pânico.

Um time que até nos dá algumas boas alegrias, quando joga no Maracanã, com a torcida em cima.

Só que o Atlético Mineiro é um timaço e mereceu a classificação.

E o Luxemburgo e nossos jogadores parece que não acreditavam que o Galo era um time tão bom assim..

Ficaram iludidos com a vitória de 2 x 0 no Maraca (é nosso).

E quase nos classificamos, num chute do Canteros no último minuto.

Não era para ser mesmo...

Nós, torcedores também acreditamos que conseguiríamos nos classificar.

É... Não tem jeito... 

Como dizia o falecido Bussunda: "Torcida chata e nojenta essa do Flamengo. Se acham superiores em tudo... Mas com razão, não é?".

Até somos, mas em parte... Em parte...

Menos mal perder na semifinal. Perder a final é que seria insuportável.

A torcida do Atlético acreditou e parabéns para ela.

PASCHOAL AMBRÓSIO FILHO   

Nenhum comentário: