Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

sábado, 6 de junho de 2015

ENFIM, VENCEMOS!

Depois de seis rodadas, finalmente conseguimos ganhar uma no Campeonato Brasileiro.


Foi um 1 x 0, magrinho, em cima da Chapecoense.

Ufa!

Não venham me dizer que foi só porque o adversário era a Chapecoense e porque jogamos no Maraca (é nosso).

Os catarinenses estavam em quinto lugar e o time deles, apesar de não ser grande coisa, é mais arrumado que o nosso.

Tivemos as mesmas dificuldades das partidas anteriores, com muitos erros de passe e alguns erros de finalização.

Quando finalizavam bem (coisa rara), nossos jogadores acabavam assistindo à uma grande defesa do goleiro adversário ou algum zagueiro tirando a bola em cima da linha.

Gabriel, o melhor em campo, comemora o gol que marcou
O time rubro-negro não teve uma atuação tão boa quanto nas duas partidas anteriores, contra Fluminense e Cruzeiro, quando jogamos melhor (apesar de desorganizados) e acabamos perdendo.

Deu pro gasto, mas poderia ter sido melhor, se o técnico Cristóvão Borges não resolvesse fazer a burrice de tirar o Gabriel, autor do gol e melhor jogador em campo.

Ninguém entendeu, quando a placa do assistente subiu mostrando a saída de Gabriel para a entrada de Paulinho.

Depois, disso, o Flamengo desandou e recuou um pouco.

Estava na cara que os jogadores queriam segurar aquele resultado, garantir os três pontinhos.

Não se sabe se por decisão própria ou por ordem do treinador.

Por causa disso, quase que a Chapecoense empatou com um belo chute de Apodi, lindamente defendido por Paulo Victor.

Bem que esse Apodi poderia ser nosso lateral-direito, em vez do lamentável e irritante Pará, que não tenta um brible e só dá passes para trás.

Como o Alecsandro e o Everton fizeram falta...

Pode ser que, a partir de agora, nossos atletas passem a ter mais confiança e a sorte melhore para o nosso lado, apesar de termos um time de mediano a fraco.

Sábado que vem enfrentaremos o Coritiba, no Estádio Couto Pereira.

Agora só faltam 41 pontos...

PASCHOAL AMBRÓSIO FILHO   

Nenhum comentário: