Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

quarta-feira, 15 de julho de 2015

SALVE JORGE E GUERRERO!

Isso aí, devemos aos dois os gols da vitória, por 2 x 0, em cima do Náutico, na Arena Pernambuco.

Estamos classificados para as oitavas de final da Copa do Brasil, quando enfrentaremos... Ainda não se sabe quem...

Começamos o jogo contra o Náutico, que se classificava com o 0 x 0, com os mesmos problemas de sempre e (me deixem cometer o pecado de falar uma verdade) com o Guerrero jogando igual ao Brocador.

O cara estava isolado na frente, cercado pelos zagueiros "nautiquenses", só recebendo bolas quadradas, mal cruzadas e torcendo por um rebote que desse a oportunidade dele marcar.

Igualzinho ao Brocador.

Por culpa do peruano? Nada disso, o time é não se acertava.

No segundo tempo, bastou Emerson Sheik e Everton começarem a se acertar pela esquerda do ataque que a coisa mudou.

Eles são os motores deste time. Se eles estão bem, o Flamengo melhora, apesar de suas limitações.

O menino Jorge foi o nome do jogo
Marcelo Cirino, que voltou a alternar altos e baixos, deu um belo passe de calcanhar e a bola foi parar nos pés do Sheik, que lançou o Everton e este cruzou na medida para o gol desafogador do menino Jorge.

Quero só ver quem vai ter a coragem de tirar o Jorge da lateral-esquerda para colocar o Armero. Não dá. Banco para o colombiano!

Depois do gol, estranhamente, o Fla se apequenou e aceitou uma tremenda pressão dos pernambucanos.

Foi a hora de aparecer um novo herói, o goleiro César.

Finalmente ele, que vinha sendo um desastre em todos os jogos, demonstrou confiança, fez três defesas milagrosas e nos salvou.

Num belo contra-ataque, Cirino achou Paolo Guerrero livre na área adversária e cruzou na medida para o gol que fechou o caixão do Náutico.

Agora, o próximo desafio é pelo Brasileirão, contra o Grêmio, sábado, às 18:30 h, no Maraca (é nosso).

Adversário duro de roer, que briga nas cabeças da tabela.

Se o Guerrero conseguir manter essa média de um gol por jogo, entraremos em campo já com três pontos. 

Que bom se fosse assim, pois o Flamengo ainda é um bando em campo.

Quando o Cristóvão Borges vai ter a competência de acertar esse time?

PASCHOAL AMBRÓSIO FILHO   

Nenhum comentário: