Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

FLAMENGO 0 X 1 INTERNACIONAL - R I D Í C U L O - A SAGA CONTINUA

                                     
                                      
Ridículo, a narrativa tem sido sempre a mesma, rica em episódios de derrotas, tristezas, insegurança, vergonha, gozações e tudo que podemos dizer de ruim para um time de futebol.

Acho que não adianta mais escrever, falar, dar opiniões, que ninguém escuta, ou se escutam fingem estar distraídos para não se comprometerem  com os erros grosseiros que são contumazes em praticar.

Já cansamos de escrever que a diretoria nada entende de futebol, e isso é comprovado constantemente.

Mas, hoje vou comentar sobre nosso treinador OSWALDO DE OLIVEIRA.
Quando a diretoria, aí ele não tem culpa, contratou o Oswaldo, eu também acreditei e o apoiei, mas com o decorrer do tempo, após a euforia de treinador novo, onde tudo era novidade, e ganharmos algumas partidas seguidas, que foi a salvação, senão estaríamos na Zona de rebaixamento, o time não se encontrou mais.

Sei que ele tem um enorme elenco, mas não tem um time, a nível de Flamengo, mas suas decisões tem me deixado apreensivo quanto sua atualização no futebol.

Hoje, levamos um gol, onde o Pará que tinha que estar marcando o lateral esquerdo, no lance, estava no meio da área e ainda reclamou dos companheiros, quando um dos erros foi dele. O Paulo Victor estava mal colocado, no canto da baliza, onde uma bola daquela normalmente é cruzada para a área e se fosse não pegaria também.

Alias, volto a dizer: Paulo Victor e Samir, depois que voltaram de contusões nunca mais conseguiriam ser os mesmos.

Comentei nos MEUS PITACOS anterior, que o Oswaldo, não precisa levar um time inteiro para o banco, pois só coloca Almir, Gabriel, Paulinho e assim vai. Ele não muda a maneira de jogar durante o jogo.

Mas hoje até que ele tentou, tirou um atacante rápido, que corre pelas pontas, Everton e colocou um outro igual, Paulinho. Trocou seis por meia dúzia.
Paulinho por sua vez acha que deve fazer só golaço, pois acertou duas e acha que vai acertar todas.

Hoje grandes clubes já jogam até sem atacante fixo de área(centro-avante), mas ele foi ao tempo antigo,  e tentou ir ao ataque colocando mais dois atacantes, os fracos Gabriel e Kaike.

Fórmula antiga, em desuso, já criticada por grandes entendedores de futebol – Muitos atacantes não é sinônimo de gol – mas o saudosismo dele o fez agir assim.

Bem, perdemos, ele tentou a seu jeito, mas tentou.

Ainda bem que não colocou o Almir.

Ward Gusmão
Sócio Proprietário/Conselheiro

Nenhum comentário: