Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

domingo, 31 de agosto de 2014

15 PONTOS EM 15

Depois da quinta vitória seguida, desta vez diante do próprio Vitória, por 2 x 1, o Flamengo já está em nono lugar no Campeonato Brasileiro.

Nesta partida diante dos baianos foi possível fazer algumas constatações:

1 - Desde que ganhou a vaga de titular, antes mesmo do Hernane ser vendido, o Alecsandro não tem sido o mesmo jogador de quando chegou, Tá faltando aquela disposição a mais... Pelo menos bateu muito bem o pênalti que garantiu mais três pontinhos para nós. Apesar de tudo, é nosso artilheiro do ano, com 17 gols.

2 - O Leonardo Moura, o "velhinho", tem uma importância fundamental para o desempenho da equipe. Ele jogando bem, o time vai bem.

3 - Vai ficar difícil para o Vanderlei Luxemburgo decidir quem vai ser  companheiro de Wallace na zaga. Samir ou Marcelo, que também vem batendo um bolão e ainda fez o primeiro gol do jogo?

4 - O Paulinho não é nem sombra do que foi ano passado. Seria falta de preparo físico ou acabou a confiança para arriscar mais?

5 - O Everton é o motorzinho  do time, mas precisa aprender a finalizar melhor.

6 - O Canteros é um dos jogadores mais importantes da equipe. Seu futebol não aparece muito para a torcida, mas ele é muito eficiente na defesa e também no apoio ao meio campo rubro-negro.

7 - Se o Vanderlei Luxemburgo conseguir manter a equipe nas rédeas, mostrando aos jogadores que o time não é lá essas coisas e precisa ser humilde e aplicado, não duvidem que podemos até beliscar pelo menos uma vaga na Libertadores.

Caso contrário, corremos o risco até de sermos rebaixados.

Exagero meu?

Nada disso, o Flamengo deste ano já mostrou que ou é céu ou é inferno. Não acredito em "mais ou menos".

Juan, até hoje, ídolo flamenguista
Quem deve ter acabado o jogo deste domingo muito feliz foi o lateral esquerdo Juan, do Vitória. Ídolo no Flamengo, onde conquistou vários títulos, incluindo o Brasileirão de 2009.

Ele acabou perdendo o pênalti (muito bem defendido pelo Paulo Victor), que poderia ter dado o empate aos baianos e teve seu nome gritado pela torcida do Flamengo, como antigamente.

Deve ter sido emocionante para ele...

PASCHOAL AMBRÓSIO FILHO   

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

PIROU, LUXEMBURGO?

Voltemos ao assunto das invenções do Luxemburgo, na derrota para o Coritiba.

Colocar o Samir de lateral esquerdo é maluquice. Ele é um dos melhores zagueiros do Brasil e não é lateral.

Tirar o Luís Paulo, que vinha subindo de produção é outra loucura.

Poupar o Leonardo Moura, devido à sua idade, até entendo.

Colocar o Eduardo da Silva logo de cara, quando sabemos que ainda não entrou em forma e não aguenta 90 minutos em campo, é não ter bom senso.

Os demais tinham que jogar.

Perder uma partida das oitavas-de-final da Copa do Brasil é que causa muita "confusão", Luxemburgo.

O time vinha bem, a torcida exige títulos e, agora, ganhar a Copa do Brasil, que poderia ser relativamente tranquilo, virou um sonho quase impossível.

O Luxemburgo precisa enfiar na cabeça que a derrota para o Coritiba não é o de menos, como ele pensa.

Isso desestimula a torcida, diminuindo a bilheteria do jogo de volta, e causa impacto no sócio-torcedor.
Vamos jogar no sapatinho...

Quanto dinheiro o Flamengo vai perder com isso?

Sei que o Vanderlei é um cara inteligente, mas a declaração dele de que o que interessa é o Brasileirão, é digna de um burro idiota.

Vamos ser humildes, jogar no sapatinho, mantendo o que está dando certo, Vanderlei!

Calúnia do Rúbio Negrão

Sejemos cinseros e analfabéticos: estou curtindo muito esta bonança do Mengão no Brasileirão, porque, finalmente, nas poucas horas em que me conservo acordado, tenho podido tocar o “pojeto” da minha autobiografia psicografada, intitulada “Rúbio Negrão — O homem, o mito, o hétero”.

Isso sem citar que, graças ao meu passado letárgico (e lisérgico), ainda sobra bastante tempo para eu me dedicar à 1ª temporada da série “The Leftovers”, de um dos criadores de “Lost”, Damon Lindelof. O que, de certa forma, explica o fato de uma série ser o inverso da outra. Sim, porque não sei se o público já percebeu, mas se em “Lost” a história enfocava pessoas que deixaram esta realidade, sem saber o que fazer numa outra, em “The Leftovers” a narrativa põe em foco a gente que permaneceu por aqui mesmo, e que também não tem a menor ideia do que fazer sem os entes queridos que desapareceram no ar.

É claro que já sei que, a exemplo de “Lost”, todo o mistério de “The Leftovers” só será desvendado, e mesmo assim de forma insatisfatória, no último episódio da 6ª temporada, mas fazer o quê? Se no campo sou torcedor, e não treinador, sou na telinha telespectador, e não diretor. E torcedor e telespectador têm mais é que se phoder mesmo.

E a porradaria entre os presidenciáveis? Assistiu, ó leal detrator? Eu acompanhei pelo Twitter, porque não conseguiria ficar olhando pra tanta gente bonita na mesma hora e no mesmo palco. Agora, uma coisa eu admito: se esses e essas picaretas conseguissem fazer o povão feliz durante os seus mandatos do mesmo jeito que levam alegria aos lares brasileiros durante os debates, eu nem me importaria quando eles e elas saíssem inexplicavelmente milionários de Brasília após 4 anos de desavergonhada corrupção.

Mas do que eu estava falando mesmo? Ah, da bonança do Flamengo. Que acabou perdendo pro Coritiba, num jogo a que assisti com tanto interesse e entusiasmo que cheguei a parar de cortar as unhas dos pés umas três vezes pra dar uma espiada na TV, sendo numa delas pra ver quem eram os tais “carequinhas do Coritiba” tão efusivamente elogiados pelo Luis Roberto.

Mesmo assim, nem liguei pra derrota, porque se houvesse rebaixamento na Copa do Brasil, o Mengão não teria perdido. 


Duplex Toc Zen

1 - Finalmente, 2014 começa a ficar emocionante pra torcida brasileira, com o início à vera da Copa do Brasil e da corrida presidencial: Duas competições alucinantes, decididas no mata-mata.

2 - Aliás, a melhor estratégia em relação aos gols sofridos fora de casa pela Copa do Brasil é: 1 é pouco, 2 é bom, 3 é demais.

3 - Não assisti ao primeiro debate entre os presidenciáveis: Porque não tem a menor graça ficar esperando uma semana pra ver o próximo episódio. Prefiro aguardar o season end em outubro pra ver tudo de uma tacada só.

4 - O sistema eleitoral brasileiro tinha que adotar o modelo de apuração do Big Brother: Após cada debate, um candidato seria eliminado pelo público, indo pra casa sem faturar R$ 1,5 milhão. Ou mais.

5 - Calúnia também é cultura 1: Você sabia que na Coreia a idade é contada a partir da gestação, ou seja, todo mundo já nasce com 1 ano?

6 - Calúnia também é cultura 2: E que na África, jogador de futebol já nasce com 6 anos a menos?

7 - “O povo sabe votar. - José Eduardo Cardoso, ministro da Justiça: Sei. E a gente tá nesta bosta por acaso, né?

8 - “Eduardo da Silva ainda sente a joelhada de Lucas Claro”: O que esperar de um jogador cujo nome é um merchan de empresa de telefonia de segunda linha? 


9 - Twitter Cassetadas da semana (em tempo real só em @rubionegrao)

Falando sério agora: o Luxa focado apenas em ser treinador é melhor que Sampaoli, Mourinho e Pep.

Se o Orlando City contratar o Jô do Atlético (o mineiro), vão logo traduzir "Jô" pro inglês: "Joke".

OLHA A BOIOLINHA PINTANDO NA TELA DA GLOBO!
Gol do Fred contra o Sport!

DARF, digo, DCF!

Deixamos de ficar ansiosos com a ameaça do Z4, mas passamos a ficar mais ansiosos ainda com a chance do G4.
Vida de torcedor é flórida.

Viu, Ney Franco? É só não botar o Mugni escondido lá na ponta esquerda.

A boa notícia: como o Edu da Silva parece ser um profissional comprometido com a carreira, acho que ainda jogará em 2015 em alto nível.

Lu - Pedra de Guaratiba - RJ: "Que nojo da ESPN. Só fala de SP."
Ballem: "É claro, eSPn."
Visite o @ButecodoMengo

Esse Cáceres é um paraguaio legítimo, raçudo feito o Reyes.

Hoje, quem dita o ritmo do time é Canteros.
No começo do ano era pooteros.

Se continuar jogando com tanta segurança, logo, logo o Marcelo sairá nos classificados do Dunga.

"Fifa obriga que Fla libere Hernane mesmo antes de receber pagamento."
É a organização corrupta chamada FIFA incentivando o calote.

Não é que a Marina Silva seja feia. Ela tem apenas um padrão diferente de beleza.
O padrão marciano.

Seria maneiro se depois das tréplicas ainda tivessem quadrúpedes.

Acho que estas eleições vão pros pênaltis.

Pro debate ficar legal tem que meter um "Fear of the Dark" como fundo.

Por enquanto, Eduardo Jorge e Luciana Genro no Z4.

"Fazer com que a gente não PERDA essa conquista."
Debate bom pakarai!

O Pastor Everaldo disse que o setor das telecomunicações tá amarrado.
Ufa! Demorô! Tô mais calmo agora.

Os debates políticos no Brasil acabam ficando restritos ao público mais esclarecido porque nos falta uma Cicciolina pra popularizar a bagaça

Acho que vou votar em branco, mas não digo em qual.

O debate de hoje foi uma espécie de Marcha da Maconha, só que com todo mundo parado no mesmo lugar.

Vem cá: não dá pra deixar um interino governando o Brasil até que apareçam candidatos a presidente top de linha? #DebatePresidencial

Eu até votaria no Partido Verde se ele se chamasse Partido Vermelho e Preto.

Entrar com Luis Antônio, Chicão e Amaral é o mesmo que com André Santos, Elano e Cazedú. 

Quem topa entrar com uma ação coletiva contra o Luis Antônio?

"E aí, STJD? Vai punir o Lucas Claro ou vão fazer vista grossa porque é o Flamengo?" - Wagner Fla@ButecodoMengo 

E nada mais faço.

(Ás do quinta-colunismo esportivo, Rúbio Negrão, vulgo Rubro-Negão Trolhoso, vulgo RNT, é cria dos juniores do blog da Flamengonet, e aceita doações de camisas oficiais novas do Flamengo no tamanho G.)

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

AGORA FICOU DIFÍCIL

Todo técnico tem a mania de inventar,  principalmente quando o time está bem.

E o Vanderlei Luxemburgo resolveu dar uma mexida geral na equipe, diante do Coritiba, pela Copa do Brasil, lá no Couto Pereira.

A desculpa foi poupar alguns titulares. 

Tem que poupar nada. Ganham muito bem e têm que jogar.

Conclusão: perdemos para o Coxa por 3 x 0.

Agora o nosso treinador cismou que o Samir vai ser um ótimo lateral esquerdo.

Luxa, para de inventar!
Duvido muito e espero que o Vanderlei não seja teimoso.

O Samir é, atualmente, um dos melhores zagueiros do Brasil e, com apenas 19 anos, a tendência natural é melhorar ainda mais.

Viram que o Samir não foi nada bem diante do Coritiba? Até que segurou na defesa, mas mal apoiou o ataque.

O Marcelo, que vinha sendo um zagueiro bem regular nos últimos jogos foi quem mais se enrolou e danou a fazer besteira, o que ajudou bastante o ataque do time paranaense, a ponto de ainda cometer um pênalti.

Mugni, pra variar, não jogou nada.

Eduardo da Silva, enquanto teve fôlego e levou uma joelhada nas costas, era o único lúcido em campo, mas não tinha quem o ajudasse.

Agora ficou muito difícil reverter o quadro na quarta-feira que vem, no jogo de volta, no Maraca (é nosso).

Não digo que seja impossível, pois com o Flamengo tudo pode acontecer, mas que eu duvido de uma classificação, duvido e muito.

Antes, porém, no domingo, temos um jogo no Barradão, em Salvador, contra o Vitória, lanterna do Brasileirão.

E não é pelo adversário estar em último lugar que os jogadores do Flamengo vão entrar em campo relaxados.

Vamos ficar ligados, pois a vitória é uma obrigação, mas tem que haver seriedade da equipe.

PASCHOAL AMBRÓSIO FILHO   

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Silva


Walter Machado da Silva, apelidado de Silva “Batuta”, nasceu em 2/1/1940 e jogou pelo Flamengo entre 1965 e 1969, disputando 132 jogos e marcando 70 gols com a camisa rubro-negra. O atacante teve duas passagens pela Gávea: a primeira entre 1965 e 1966 e a segunda entre 1968 e 1969.
Ao lado de nomes como Valdomiro, Murilo, Ditão, Jaime Valente, Paulo Henrique, Nelsinho, Carlinhos, Fefeu e Rodrigues (Almir) , Silva foi fundamental para a conquista do Campeonato Carioca de 1965. Logo na estreia na competição, o Flamengo venceu o América por 2 a 1 com gols de Fefeu e Silva. Fefeu e Silva também marcaram na vitória rubro-negra sobre o Vasco por 2 a 1. Além disso, o Mengão venceu o Botafogo por 2 a 0 com dois gols de Silva na última partida do primeiro turno do campeonato.
 No segundo turno da competição, o Flamengo venceu o América por 2 a 1 (gols de Almir e Alemão (contra). Derrotou a Portuguesa por 1 a 0 (gol de Almir), mas perdeu para o Bangu por 3 a 0. Silva foi decisivo na recuperação do time no campeonato. Deu um chutaço de fora da área e marcou o gol da vitória do Flamengo contra o Vasco por 1 a 0. Com esse triunfo a equipe rubro –negra voltou à liderança da competição e deu um passo importante na conquista do título, já que o Bangu perdeu para os cruzmaltinos . Na partida seguinte, o Flamengo ganhou do Bonsucesso por 1 a 0 com gol de Silva Batuta . Uma vitória sobre o Fluminense daria o título ao Flamengo. Nessa partida o Flamengo jogou com Valdomiro, Murilo, Ditão, Jaime Valente, Paulo Henrique, Carlinhos, Fefeu, Neves, João Daniel, Silva e Rodrigues. Neves abriu o placar para o Mengão. Samarone empatou para o Flu . Silva matou no peito e chutou forte, fazendo um golaço e dando a vitória e o título carioca para o Mengão. O Flamengo já entrou em campo para a última partida contra o Botafogo com o título garantido mesmo  perdendo por 1 a 0.
Em 1966, vale destacar que Silva foi convocado para a Seleção Brasileira que disputou a Copa do Mundo junto com Pelé e outros craques e foi eliminada na primeira fase da competição por Portugal. Vale destacar ainda que em um amistoso entre o Flamengo entre e a Seleção da Argentina, Silva teve destaque. Bernao fez 1 a 0 para a Argentina, mas Silva empatou em peixinho espetacular.
Em 1967, Silva foi para o Barcelona e depois para o Santos, clube em que reeditou a parceria com Pelé.
Em 1968, Silva voltou ao Flamengo. A reestreia de Silva ocorreu em um amistoso contra o Cruzeiro. O Flamengo venceu o time de Tostão, Piazza e Raul (tricampeão mineiro) por 5 a 1. Silva marcou dois gols sendo um deles de falta e os outros gols rubro-negros foram marcados por Luiz Carlos (2) e Cesar Lemos.
Nesse mesmo ano o Flamengo conquistou o Torneio Internacional de Marrocos. Na primeira partida, o Flamengo derrotou o Fat Rabat, time das Forças Armadas de Marrocos , por 2 a 1 com gols de Liminha e Silva. Na final do torneio, o Flamengo enfrentou o Racing, time argentino que era o Campeão do Mundo na época, e venceu por 3 a 2. Cardenas abriu o placar para os argentinos. Luís Cláudio empatou para o Fla no fim do primeiro tempo. Liminha e Silva marcaram os outros gols rubro-negros. Salamone ainda descontou no fim do jogo. O Flamengo jogou com Claudinei, Murilo, Onça, Guilherme, Paulo Henrique, Cardosinho, Liminha, Luís Cláudio, Silva, Diogo e Rodrigues.
Silva ficou no Flamengo até 1969, quando defendeu o Racing de Avellaneda, tornando-se o maior ídolo da história do clube argentino.
Silva jogou no Vasco em duas passagens: entre 1970 (quando foi campeão carioca)e 1972 (tendo sido emprestado para o Botafogo por um breve período em 1971), e em 1974 . Em 1973, Silva jogou no Rio Negro.
Em 1974, Silva foi para o Barranquila Júnior da Colômbia e em 1975 defendeu o Tiqueres Flores na Venezuela.
Atualmente Silva trabalha no Flamengo desempenhando funções administrativas e, mesmo tendo jogado por outros clubes, nunca escondeu seu amor pelo Mengão.
Espero que vocês tenham gostado de conhecer a história de Silva Batuta, craque do Flamengo na década de 60 e que foi o grande destaque rubro-negro na conquista do título carioca de 1965.
Fontes:
Assaf, Roberto e Martins, Clóvis. Almanaque do Flamengo. São Paulo. Editora Abril : 2001.
Júnior, Celso e Vaz, Arturo. Fla-Estatística. http://www.flaestatistica.com.

____. Acima de tudo rubro-negro: a história do C. R Flamengo. Rio de Janeiro: Paju Editora, 2008. 

domingo, 24 de agosto de 2014

ÊTA ROTINA BOA!

Flamengo 2 x 0 Criciúma.

Puxa vida, há quanto tempo não conseguíamos quatro vitórias seguidas!

Êta rotina boa!

Luxemburgo tá acertando
O Vanderlei Luxemburgo tá conseguindo arrumar o time que, a cada partida, joga um pouquinho melhor.

Não é nenhuma maravilha, mas dá para almejar algo de bom neste Brasileirão.

Afinal de contas, o nível de alguns times pode até ser acima do nosso, mas eles também podem tropeçar pelo caminho.

O Eduardo da Silva está quase em forma e sempre deixando seu golzinho.

Em breve deverá assumir a titularidade.

Ele tem o que mais este time precisa, que é a qualidade no passe, sem falar que finaliza como poucos.

Mesmo com os resultados aparecendo, o elenco rubro-negro tem que seguir trabalhando com seriedade e ter a consciência de que, como já falei, não é nenhuma maravilha.

Se subir no salto alto, voltamos para o rebaixamento.

Nossa equipe não é de estrelas, é um time de operários, que precisa levantar um novo muro todos os dias.

PASCHOAL AMBRÓSIO FILHO   

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

FRED NO FLA

Vejam!

Fred participou de um treino no Flamengo!

Na foto, ele faz dupla com Leonardo Moura.


quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Calúnia do Rúbio Negrão

Sejendo cinsero e analfabético: estou escrevendo esta Calúnia antes do confronto entre Flamengo e Atlético.

Que Atlético? O mineiro.

Escrevendo antes do jogo, sim, porque não sei como estarei após mais uma partida emocionante regada a muito Cinzano Rosso e salgada a muita batata frita.

Assim, caso o Flamengo tenha vencido o jogo, peço que os leais detratores fiquem com o seguinte pensamento: “Eu não falei pra vocês que time grande não caía?”

E caso o Mengão não tenha conseguido um resultado mais satisfatório do que um empate, continuem com isto em mente: “Time grande não cai.”

Cenão vejemos e erremos: além do nosso histórico lastro na grandeza, temos ainda a nosso favor o fator Luxa, que é malandro até a última descartada. Acho difícil ele não conseguir montar um time suficientemente decente pra esta pífia Série A nacional, e, paralelamente, ainda fazer uma graça (obrigado, Galvão Bueno!) na Copa do Brasil.

Mesmo assim, arriscarei um palpite, porque o que conta no futebol é a emoção: 2 a 1 Mengão, de virada, com um gol do Léo Moura, e o outro do Mugni ou do Eduardo da Silva.

Um desses dois aí.


Duplex Toc Zen

1 - Abrindo os trabalhos: Antes de mais nada, os meus parabéns a todos os jogadores brasileiros que não foram convocados pelo Dunga para a Seleção xarope da CBF.

2 - Time grande não desce de jeito nenhum: Ou seja, é mais fácil o Fluminense não conseguir se safar da Série B pelo tapetão do que o Mengão cair pelo regulamento.

3 - Gêmeos idênticos: Quando me falaram que o Marcelo era muito parecido com o Dedé, eu pensei que fosse apenas fisicamente.

4 - Calma, tricolores, porque daqui a pouco o Fred voltará a ser aquele mesmo jogador de antes: Vai retornar ao departamento médico.


5 - Aê, Arthur Pato: Pendure as chuteiras, se filie ao PT e concorra a algum cargo, porque o Lula consegue eleger até um poste!

6 - Azar dos credores que o símbolo do falido Botafogo seja uma estrela: Porque eles vivem tendo que segurar as pontas.

7 - Como o Botafogo tá na pindaíba, o jeito vai ser começar a vender jogadores: Esta semana mesmo o Jefferson já saiu nos classificados do Dunga.

8 - Quem torce pelo Atlético-MG é “galo”: Quem torce por um certo partido político aí é “gado”.

9 - E o Jô Scolari continua fazendo a diferença: Seja no Atlético-MG, seja na Seleção, com ele em campo, o time está sempre com menos um.

171 - Derrubar avião é mole: Quero ver é derrubar a inflação!


11 - Twitter Cassetadas da semana (em tempo real só em @rubionegrao)

"Foto de Léo Moura aparece em jornal como possível contratação do Barça."
E ainda erraram o destino do atleta: não é "barça". É "barca".

SPFC e Fluminense arregaçados sem dó ontem à noite.
O 13/8/14 será lembrando como a pior demonstração homofóbica da história da humanidade.

"Não vou ser o pior atacante do Brasileiro." - Alecsandro
Série B inclusa?

1x0 no Botafogo, 1x0 no Sport e 1x0 no Coritiba.
Finalmente a preparação física do Mengão se acertou, porque as vitórias estão bem magrinhas

O Luiz Roberto vai enlouquecer no dia em que narrar a NBA. 

"A única coisa positiva que posso falar do Arthur é o nome." - Marci2007@ButecodoMengo 

"Estamos na 13ª posição. Pra quem passou metade do campeonato na lanterna, sinto que estou no G4." - Gabriel Mengão@ButecodoMengo 

Parece que o futebol do Mengão tá treinando junto com o timaço do basquete, porque finalmente aprendeu a subir na tabela. #TrocadilhoInfame

A diferença entre Danilo Gentili e Rafinha Bastos é que o Gentili admite não saber dançar, cantar e atuar. 

Quem é o novo Aloísio da nova era Dunga?
a) Gil
b) Rafael Cabral
c) Alex Sandro
d) Danilo
e) T.R.A. 

"Se o Fla contratar o Nikão vai ser multado pela Nike? Vão mudar o nome do cara para Adidão?" - @petcteixeira@ButecodoMengo 

Falando direto do Maracanã, já com muitos torcedores do "galho" mineiro, que estão tomando muitas bolas nas costas com as patroas em casa...

E o Eduardo da Silva é quem irá fazer esse balaio de gols! @JRitins Tá certo! Hoje vai ser 1 x 0 de goleada!

Jô.
"Jô"gador de time pequeno: Atlético-MG e Seleção-CBF.

Além de ser da FIFA, esse Sandro Ricci também é de FUFA.

O Mugni é MUITO habilidoso. Se conseguir brincar no ataque como brinca na nossa defesa, estaremos com a camisa 10 definitivamente resolvida.

A partida contra o Atlético-MG me lembrou os jogos da Copa do Brasil do ano passado.
Acho que este ano levaremos o título novamente.

"Obama diz que mundo está chocado com a morte de James Foley pelos jihadistas."
Porra, negão! Pau no koo desses malucos! Tá esperando o quê?

E nada mais faço, agora que virei vidente. 

(Ás do quinta-colunismo esportivo, Rúbio Negrão, vulgo Rubro-Negão Trolhoso, vulgo RNT, é cria dos juniores do blog da Flamengonet, e aceita doações de camisas oficiais novas do Flamengo no tamanho G.)

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

ISSO É O FLAMENGO!

A vitória desta quarta-feira, por 2 x 1, de virada, sobre o Atlético Mineiro, no Maraca (é nosso), mostra exatamente como a torcida quer ver o Flamengo na fase atual.

Sabemos que o elenco é fraco.

Sabemos que o Luxemburgo tem que fazer milagres.

Mas sabemos, também, que é preciso ter garra, espírito de equipe, amor à camisa e, principalmente, a torcida no cangote dos jogadores.

Sem a torcida, não sei se ganharíamos do Galo. Foram mais de quarenta mil rubro-negros nas arquibancadas.

O time está bem postado na defesa. Tem sido obediente às ordens do Pofexô.

O Marcelo tem se mostrado um excelente zagueiro e pode até criar problemas para a volta de Samir, para mim um futuro defensor de Seleção Brasileira.

O Paulo Victor fez uma defesa dificílima no finzinho do jogo, evitando o empate dos mineiros.

E como tem recolocado bem a bola em jogo...

O gol que levamos do Atlético foi daqueles onde o atacante corre demais, não dribla, mas os marcadores se enrolam e não conseguem impedir que a bola entre.

Ganhar de virada é mais gostoso, né?

Eduardo comemora seu gol diante do Galo
O Luxemburgo foi iluminado nas substituições, tirando o inoperante Arthur (quem contratou esse cara?) e colocando o Eduardo da Silva, que sofreu pênalti em sua primeira jogada.

O Leonardo Moura bateu mal o pênalti, mas tivemos a sorte de ver a bola entrar e empatarmos o jogo.

Pô, de vez em quando temos que ter sorte, né?

O Lucas Mugni, que eu sempre digo que é o único jogador argentino sem sangue que conheço, até que jogou muito bem, ao entrar no lugar do Márcio Araújo.

Depois, de novo, funcionou a dobradinha. O João Paulo cruzou da esquerda, para mais um gol de cabeça de Eduardo da Silva.

O Eduardo ainda não está em forma, mas quando estiver, vai virar titular absoluto deste time.

Ele é o craque que  Flamengo está precisando para dar alguma qualidade ao time.

Bem, agora são três vitórias seguidas.

Não desistir nunca.

Isso é o Flamengo!

Domingo, podemos vencer a quarta lá em Criciúma, pois o time da casa não é muito regular e está atrás da gente.

PASCHOAL AMBRÓSIO FILHO