Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

quinta-feira, 3 de setembro de 2020

Bahia 3 x 5 Flamengo

COMO FOI O JOGO:


Cinco gols no 1 tempo
O Flamengo começou a partida mais acelerado que o Bahia. Marcando a saída adversária e com grande volume ofensivo, o Rubro-Negro deu muito trabalho à defesa tricolor.

Com apenas um minuto, a pressão do Fla já surtiu efeito e induziu o Bahia ao erro. Na saída de bola, Lucas Fonseca e Juninho se colocaram em cada bico da pequena área. O goleiro Anderson rolou para Lucas Fonseca que devolveu mal, nem para o arqueiro nem para Juninho. Anderson correu e chegou a tocar na bola, mas Pedro entrou de carrinho e interceptou direto para o gol.

Atordoado com o gol, o Bahia parecia apático em campo e só dava Flamengo. O ataque Rubro-Negro envolvia com facilidade a defesa baiana e criava muitas chances de gol.

Aos 16,  Pedro voltou a brilhar. O atacante recebeu na meia lua, ajeitou e bateu no canto. A bola acertou a trave e rolou caprichosamente sobre a linha até a outra trave antes de entrar.

Se a defesa baiana estava em uma noite muito ruim, não se pode dizer o mesmo do ataque. Rodriguinho, Rossi, Gilberto e Élber organizavam bem as ações ofensivas e buscavam a reação.

Aos 31, Rossi tocou em profundidade na direita para Gilberto, que cruzou de primeira. Também de primeira, Rodriguinho bateu pro gol e diminuiu a vantagem.

A resposta do Flamengo veio em seis minutos numa linda trama pela direita. Após bela troca de passes, Pedro foi lançado na área e tocou de calcanhar para trás. Evertou Ribeiro viu Isla penetrando pela direita e tocou por cobertura. O chileno cruzou e Arrascaeta mergulhou de peixinho para fazer o terceiro.

Mesmo com 3 a 1 o Bahia não desistiu do jogo, e contou com uma falha do goleiro Gabriel Batista para diminuir aos 41. Nino Paraíba cruzou da direita e mandou direto pro gol. O goleiro do Flamengo chegou na bola mas em vez de tocar para escanteio por segurança, deu um tapinha para o lado. Élber, na lateral da pequena área, ficou com o rebote e bateu pro gol e fez o segundo.

Segundo tempo começa a todo vapor

As duas equipes retornaram para a segunda etapa sem modificações. O ritmo do jogo também continuou intenso. Disposto a resolver a fatura, o Flamengo começou marcando em cima a saída do Bahia e o quarto gol não demorou.

Em jogada individual pela direita, Everton Ribeiro driblou Zeca, emtrou na área e bateu forte por cobertura. Andreson se esticou mas não conseguiu evitar.

O Flamengo jogava solto, trocando passes com rapidez e avançando com muitos jogadores. Mesmo com o campo bastante molhado pela chuva, as tabelas iam saindo. Numa dessas, aos 5 minutos, Arrascaeta rolou para Pedro na esquerda da área, ele foi a frente e tocou de volta. Da altura da marca do pênalti, o uruguaio bateu e fez o quinto.

Com os dois gols em cinco minutos, o Flamengo matou o Bahia. Os dois treinadores não demoraram a iniciar uma série de substituições que mudaram a dinâmica do jogo. O Flamengo foi quem mais perdeu na parte ofensiva, e o Bahia buscava diminuir a vantagem como podia.

Os baianos ainda conseguiram um gol no finalzinho. Aos 44. num cruzamento da direita, Thuler, atrapalhado por Marco Antônio, cortou mal e a bola sobrou para Daniel, livre na área, encher o pé. O goleiro nem se mexeu e a bola estufou a rede.

Flamengo joga muito bem, goleia o Bahia, mas Domenec ainda tem que corrigir alguns problemas na defesa



Escrito por: Twitter: @Flalipe_1895 https://twitter.com/Flalipe_1895

PÓS JOGO:

O Mengão venceu ontem o Bahia, em Salvador. Uma partida que comprova as teorias que o Flamengo está sim melhorando e que o Flamengo de Domenec não jogará para sempre um futebol tão ruim quando no inicio, e que quem criticou (eu não), pode sim ser muito imediatista.

Evolução:

Desde a final da Taça Rio, contra o Fluminense, nós Flamenguistas, não víamos uma partida que mostra o por quê nós fomos campeões de (quase) tudo recentemente, porém, ontem, com excessões de alguns erros defensivos, nós jogamos um futebol convincente. Lembrando, que ainda, vamos evoluir muito, estamos apenas no começo do trabalho de Domenec. E aos que queriam um futebol sem erros, com poucos dias de treino, e por isso, criticaram Dome, ontem viram um futebol muito envolvente, com posse de bola e criações de jogada muito boas.

 Notas dos Jogadores:

Aqui, falarei a nota (de 0 a 10) dos jogadores que mais se destacarem positivamente ou negativamente:

Isla- 8,5

O chileno chegou, e vestiu a camisa do Flamengo, jogando um futebol tão elegante, com cruzamentos tão precisos, e consegue passar pelas costas dos defensores muito bem. Lembra muito, a chegada de Mari (desculpa pelas lembranças) chegou sem ser conhecido por parte da torcida, e desde o primeiro jogo, foi muito bem. Alguém se lembra qual era o nosso lateral antes dele? Eu esqueci, era o que entregava gatorade?

Ao avisar que havia acertado com o Flamengo, Isla ouviu de Vidal: 'Me  espera mais dois anos que posso ir' | LANCE!

Thiago Maia - 8,0

Outro que se encaixou como uma luva no time foi Thiago Maia, eu gosto do Arão, mas o meio campo com Thiago Maia, Gerson, Arrascaeta e ER7, é inacreditávelmente bom, Maia entrou pra não sair mais. O que ele cria de jogadas é brincadeira, passe refinado, e também dá aulas lá atrás, defensivamente.

Pai de Thiago Maia sonha em ver dupla do Flamengo nas Olimpíadas de 2021 |  Goal.com

Everton Ribeiro - 9,5

Everton Ribeiro é CRAQUE, como joga nosso Miteiro, como sempre, ontem ele marcou um golaço, deu um passOs 3 gols que tomamos ontem, foram gols bobos, com erros individuais. O primeiro, Renê perdeu uma bola dando contra ataque e Arão não marcou bem Rodriguinho que fez um golaço. No segundo, nem cobro tanto, pois foi falha de Gabriel Batista, que é nosso 3º goleiro, esse tipo de gol, provavelmente não acontece mais. O terceiro gol, vacilo de Thuler, Diego e ER7, porém, nenhum dos 3 fizeram um erro muito grande e perceptível como o de Gabriel, porém, esse tipo de gol, com nenhuma falha bizonha, são os que mais preocupam.e genial pra assistência do Isla no 3º gol. A nota só não foi 10 pelos dois gols perdidos, um logo no início (que na sequência, foi gol do Pedro) e outro num ataque perigoso, onde ele chutou um pouco fraco e facilitou a defesa do goleiro.

Everton Ribeiro sai do 'lugar comum' e dá pitaco sobre futuro de 2 colegas  no Flamengo: "Podem se manter jogando" | Bolavip

Arrascaeta- 10,0⭐ (craque do jogo)

É inacreditável o que o uruguaio joga, assim como ER7, craque, ele ontem, marcou 2 e deu uma assistência, ver os melhores momentos dele e do Everton, é se deliciar com um bom futebol, ele é um mágico com a bola, e ontem, não foi diferente

Domènec revela mudança no posicionamento de Arrascaeta:

Pedro- 9,0

A importância de ter um elenco bom, não só um time, se resume muito bem ao Pedro, nós temos Gabigol, melhor atacante do Brasil, na reserva, quando Gabigol precisar descansar temos Pedro, que entra e marca dois gols. A nota dele só não é maior por que após o segundo gol, que saiu muita cedo, ele não participou muito do jogo.

Pedro revela emoção em estreia pelo Flamengo: 'Sonho de criança' | LANCE!

Disputa Nas Vagas:

É sempre saudável a disputa de vagas em um time, e o Arão, é a prova que ninguém tem vaga cativa no time "titular", Pedro Rocha, está jogando mais que o titular Bruno Henrique, há uma discussão entre Pedro e Gabigol. Por mais que ache que nenhum dos dois mereça ir pro banco por enquanto, antes de ser criticado, vou explica: é muito difícil tirar os dois jogadores que em tese são os principais do time, eles são do tipo de jogadores que podem voltar ao normal e destruir um jogo há qualquer momento, porém isso não muda o fato de que ambos (principalmente BH) possam jogar mais que o reserva estão pedindo passagem.

Jogadores do Flamengo se destacaram em votações do Brasileirão 2019

Falhas Defensivas

Os 3 gols que tomamos ontem, foram gols bobos, com erros individuais. O primeiro, Renê perdeu uma bola dando contra ataque e Arão não marcou bem Rodriguinho que fez um golaço. No segundo, nem cobro tanto, pois foi falha de Gabriel Batista, que é nosso 3º goleiro, esse tipo de gol, provavelmente não acontece mais. O terceiro gol, vacilo de Thuler, Diego e ER7, porém, nenhum dos 3 fizeram um erro muito grande e perceptível como o de Gabriel, porém, esse tipo de gol, com nenhuma falha bizonha, são os que mais preocupam.

Domenec;

O peso na consciência de ter criticado Domenec, eu não carrego. Tinha que ser muito imediatista para pensar que em pouquíssimos treinos, ele iria colocar todo mundo pra jogar um futebol encantador, com a passagem do tempo, o time vem melhorando, e as críticas caindo... Flamengo é o time no brasileiro que mais cria chances claras de gol no Brasileirão, 16 sem contar com as de ontem. Não é Dome que desperdiça as oportunidades, mas é Dome, que treina o time para elas surgirem. A impressão que se vê, é que esse time ainda vai melhorar muito nas mãos desse técnico. Deixando claro, que pode sim no final dar errado, porém, acho muito difícil.

Estou muito ansioso, faltam menos de 48 horas para vermos mais uma aula do professor Domenec.

Dirigente acredita que Domènec tem DNA do Flamengo: "Agressivo e ofensivo"  - Flamengo | Coluna do Fla

segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Santos 0 x 1 Flamengo

Ontem, domingo dia 30 de Agosto, o Flamengo venceu o Santos na Vila Belmiro por 1 a 0, e essa é minha análise sobre o que é importante para o jogo.




COMO FOI O JOGO??

Santos iniciou a partida com tudo e criou a primeira chance logo com um minuto. Marinho fez boa jogada e chutou para boa defesa de Diego Alves. Depois, foi a vez de Soteldo arriscar da entrada da área, mas mandou sobre o travessão.

Só que o Flamengo respondeu aos seis minutos. Gabigol recebeu passe na entrada da área e chutou para boa defesa de João Paulo, que deu rebote. A bola ficou com Michael, mas o atacante mandou pela linha de fundo.


O alvinegro praiano chegou a colocar a bola na rede, com Raniel. No entanto, após longa pausa, o árbitro anulou o gol com auxílio do VAR por impedimento do atacante. Logo em seguida, os donos da casa tiveram mais um gol anulado, após auxílio do VAR. Desta vez, Marinho cobrou falta, que foi direto para o gol, mas Jobson estava à frente no lance e teria atrapalhado o goleiro Diego Alves.



Na volta ao jogo, o ritmo das duas equipes diminuiu. O Flamengo conseguiu chegar com perigo, aos 28 minutos. Filipe Luís apareceu de surpresa na área e aproveitou cruzamento para cabecear em cima de João Paulo. A resposta do Santos veio com Felipe Jonatan. O lateral recebeu passe na área e chutou para grande defesa de Diego Alves. No rebote, Raniel tentou mandar no canto, mas novamente o goleiro rubro-negro salvou os cariocas.


Os lances movimentaram o confronto, tanto que o Flamengo quase abriu o placar aos 40 minutos. Em contra-ataque rápido, Bruno Henrique tocou para Michael na área. O atacante finalizou para grande defesa de João Paulo, que salvou os paulistas. Já nos acréscimos, em novo avanço, Michael tocou para Gabigol mandar para a rede e deixar os rubro-negros em vantagem no intervalo.



No segundo tempo, o Flamengo se aproveitou do nervosismo do Santos para quase ampliar aos quatro minutos. Michael cruzou para Gabigol finalizar para grande defesa de João Paulo.

Aos poucos, o Santos passou a controlar a partida. Os donos da casa criaram algumas chances para empatar, mas erraram o alvo com Pará e Sanchez. Na melhor oportunidade, Raniel chutou e Diego Alves fez grande defesa, mas se machucou e acabou dando lugar a César.


Os rubro-negros passaram a avançar nos contra-ataques e quase marcaram o segundo aos 21 minutos. Éverton Ribeiro tocou para Gabigol na área, mas o atacante chutou para fora. Em seguida, Isla cruzou na medida para Gabigol, mas o artilheiro flamenguista, na pequena área, tocou errado pela linha de fundo.

Nos minutos finais, o Santos tentou pressionar, mas pecou muito nos passes no setor ofensivo. Com isso, o Flamengo conseguiu segurar a vitória na Vila Belmiro.

PÓS-JOGO

DOMÈNEC: 

Se você não gosta/critica o Domenec Torrent, saiba que eu não. Farei um texto mais especifico sobre isso. Sobre o desempenho do catalão no jogo de hoje. As principais alterações dele foram Renê, Gustavo Henrique, Thiago Maia e Michael. Para mim, acertou em TODAS, é indiscutivel que ER7 é melhor que Michael, porém, enquanto ele é um ponta fixado na lateral, enquanto ER7 vai muito para o meio, e com o Renê na lateral direito, que claramente não iria atacar, e o lado direito do ataque, ficaria vazio com nosso capitão. Thiago Maia, joga muito, muito mesmo, e por mais que o Arão também jogue, está numa fase ruim. GH, não foi muito bem, esse teste era necessário já que Léo Pereira não está bem e saber se seu reserva tem capacidade para jogar é importante. Renê, era a melhor opção na lateral direita, já que Matheusinho não foi bem no clássico contra o Botafogo e Isla não jogava há 5 meses (e entrou muito bem). Diego no lugar de Gabigol foi algo que realmente não gostei muito, ele queria segurar o resultado e controlar o meio campo, colocando o ER7 e o Arrascaeta de Falso-Nove, porém, o Flamengo não ofereceu nenhum perigo após a substituição.


Comentarista diz que Domènec terá mais trabalho que Jorge Jesus no Fla:  "Sempre será comparado" - Flamengo | Coluna do Fla

ANALISE DOS JOGADORES:


Aqui darei uma nota de 0 a 10 para os principais jogadores do jogo de hoje (positivamente ou negativamente) e explicarei o por que da nota

Diego Alves- 9,0

O que nosso goleiro agarra, é sacanagem, fez no minimo, 3 defesas milagrosas, defesas que fizeram a diferença no final, porém, hoje, umas 2/3 vezes, ele saiu jogando errado com o pé e ofereceu situações de perigo que o ataque Santista não aproveitou



Isla- 7,0

Estreou muito bem, criou 2 ou 3 chances perigosíssimas, e foi bem sempre que foi acionado defensivamente, me animou bastante, acho que pode comprovar ser uma contratação o lateral chileno. Nos resta esperar



Michael- 5,0

Michael é uma montanha russa ,em um lance dribla 3 oponentes, no outro ele chuta de canhota muito mal. Ele perdeu 2 chances MUITO claras de gol, que normalmente o futebol castiga, ele precisa treinar mais os atribuidos técnicos dele, passe, chute, etc




Arrascaeta- 8,0

Em 2020, ele foi um dos jogadores mais criticados pela torcida, falando que não voltou de 2019,etc. Porém, desde o jogo contra o Coritiba, ele vem jogando MUITO e mostrando o CRAQUE que é, titular em QUALQUER time do Brasil.


Decisivo no Flamengo, Arrascaeta atinge números históricos no Brasileirão |  Goal.com

Bruno Henrique- 6,0

Ele, tecnicamente não foi tão mal quando nos ultimos jogos, porém, uma critica que faço desde auge de 2019, ele é "burro" (perdão pelo a palavra) faz faltas bobas, escolhe mal as jogadas e poderia ter sido expulso, é fundamental uma melhora nesse sentido


Empresário de Bruno Henrique confirma propostas pelo jogador do Flamengo |  Esporte Interativo

Gabigol- 8,0

Ele conseguiu criar jogadas e marcou o único gol do jogo, tinha TUDO para ter uma nota 10 com um bom hat trick em seu aniversário, porém perdeu 2 gols inacreditáveis que não se pode perder em um jogo de futebol


Gabigol espera por proposta irrecusável da Europa, diz imprensa italiana

VAR:

O VAR, foi o maior protagonista do jogo, infelizmente. Quem critica o VAR de hoje, ou é burro ou é clubismo, se o mesmos os gols fossem marcados pelo Flamengo, NINGUÉM falaria que foi gol, inacreditável reclamar de um dos 2 gols dos Santos, pra mim, sinceramente, o único erro do juiz foi anular um gol LEGAL do Flamengo numa falta mentirosa, porém, disso, os antis não falam...

ANALISE DO JOGO EM GERAL:

Hoje, pra mim, no futuro pode ser conhecido como o inicio da arrancada rumo ao Octacampeonato. Hoje era necessário os 3 pontos, jogando bem ou mal, a vitória era o que importava, e falar que o Flamengo jogou mal pra mim, é um erro, tirando a defesa que ficou bem bagunçada, ofensivamente, estamos desde alguns jogos, criando MUITAS chances, só não estamos conseguindo finalizar as jogadas. Nos minutos finais, tomamos pressão, realmente, mas jogar na Vila Belmiro é dificil, o importante, como já dito, era ter os 3 pontos no final, e isso, conseguimos, por mais chororo que o Cuca teve e do Marinho, jogador conhecido por memes. Objetivo concluido, agora é o Bahia na quarta feira, rumo aos 3 pontos.


Escrito por: 

Twitter:

Como foi o jogo?: @Flalipe_1895 https://twitter.com/Flalipe_1895

Pós-Jogo:@TuaGlriaLutar2 https://twitter.com/TuaGlriaLutar2

segunda-feira, 20 de julho de 2020

Leonardo Jardim pode substituir Jorge Jesus

Leonardo Jardim está sendo o nome mais veiculado após a saída do Mister (até o horário que este texto está sendo escrito). O jornalista Vêne Casagrande negou os rumores que a negociação já havia acabado com um não por parte do português. Sendo esse o possível futuro treinador do Mengão, será que ele pode substituir o Jorge Jesus?

Para responder essa pergunta, depende do significado da palavra "substituir" no contexto. Ele pode sim dar sequência ao Flamengo vitorioso que nos acostumamos a ver na mão do JJ. Porém, diferente do que já li muito sobre ele, seu estilo de jogo, não é tão parecido com o de Mister.

O time em que Leonardo mais se destacou foi o Mônaco de 2016-17, aquele era sim um time ofensivo que tinha como seu principal setor, o ataque. Porém, não foi uma temporada que definiu muito bem Jardim. 

"Mas o que mais caracteriza o Jardim como treinador é o time de 14/15. Bem organizado taticamente e com marcação baixa."
Foi o que me disse o torcedor do time "francês" (@ASMonacoFC_Br) sobre Jardim. Veja mais em https://twitter.com/TuaGlriaLutar2/status/1284238512250851328?s=20

Esse texto foi mais um explicativo mesmo, vejo muitas pessoas no Twitter falando que ele é muito ofensivo, analisando  apenas um temporada. Lembrando que ser ofensivo não é igual ser bom e defensivo não é igual a ser ruim, cada caso,é um caso diferente, vejo Jardim mais no meio-termo entre os dois. Não sou dono da razão, não sabia muito sobre o treinador,
até por isso procurei o torcedor do clube do técnico.

Escrito por: @TuaGlriaLutar2  (https://twitter.com/TuaGlriaLutar2)


quinta-feira, 16 de julho de 2020

Um Campeão Gigante, Para Um Pequeno Campeonato

É Campeão
Todos sabem que na última quarta-feira, dia 15/7, o Flamengo conquistou pela 36 vez o titulo do Campeonato Carioca (pela segunda vez seguida), deixando o Flamengo disparado como maior campeão do Carioca.

Campeonato Antigo, Titulo Novo
A importância do Carioca (e dos estaduais em geral) cada vez mais vem caindo, por uma série de fatores tão grandes, que seria necessário outro texto para falar de todos. Os campeonatos que nós estamos disputando (e ganhando), os times limitadíssimos dos rivais, e outros muitos motivos explicam a falta de importância que o Flamengo leva esse campeonato. Porém, isso não é de forma alguma motivo para não comemorar, titulo é titulo.

Nos FlaFlus, É o Ai Jesus
O confronto FlaFlu, foi sem dúvidas o maior assunto do futebol brasileiro nos últimos dias. Por causa da derrota do Flamengo nos pênaltis da final da Taça Rio, o clássico ficou "apimentado". Foi praticamente uma melhor de 3, onde Flamengo empatou 1 jogo e venceu 2, no agregado 4 a 2, e tem gente que jura que o Fluminense nos dominou.


Sem Crise
É impossível negar que o futebol apresentado pelo Flamengo nos 3 jogos, foi bem abaixo do que era esperado e que estamos acostumados, porém, essa queda não pode ser considerada uma crise igual alguns da imprensa e alguns próprios torcedores estão falando.

Reservas de Luxo
Um detalhe interessante é que os gols do Flamengo saíram dos pés de Pedro (duas vezes), Michael e Vitinho. Nota alguma semelhança? Os três são reservas, isso mostra a qualidade dos nossos reservas e a importância dos mesmos, nem sempre nosso quarteto mágico irá estar voando e quando não estiverem, temos esses 3 (e mais alguns) para nos ajudar.

E Agora?
Agora temos que nos preparar para o Brasileiro, levando em consideração que ele só começa em 8 de agosto, acho essencial o agendamento de alguns amistosos, problema aparentemente resolvido, já que espera-se que Flamengo, Goiás, Atlético Goianiense e Vasco, formem um campeonato amistoso em Brasília.


Comemora Nação Rubro-Negra
Aos torcedores, só me resta falar que aproveitem todo esse clima, as provocações, os titulos, não deixem que os outros façam vocês não comemorarem, comemorem mesmo, mas com moderação, a temporada ainda nos dará muitas festas. Por último, gostaria que ajudassem nosso goleiro Diego Alves, alguém sabe quem é Pacheco? Por que pra mim, Pacheco é só drogaria rs.

Saudações Rubro Negras

Escrito por:
Twitter: @TuaGlrLutar2






domingo, 7 de junho de 2020

FLAMENGO 4 X 3 CORONA

É fato que 99% das empresas e/ou instituições sairam prejudicadas pela pandemia do Corona Vírus, com o Flamengo não é diferente, porém o dano para o clube poderia ser bem maior. 

Flamengo conseguiu contornar essa crise criada pelo virus o máximo possível, é óbvio que não saiu ileso, isso era impossível. 

 Flamengo teve que demitir 62 funcionários para poder diminuir o estrago que a parada do futebol causou, não entrarei no mérito huminátario nesse texto, porém esses funcionários certamente tinham alguma função no clube, por mais """""pequena""""" que ela fosse, eles faziam o trabalho no clube mais fácil, mesmo não recebendo nenhuma mídia por isso, como diz o ditado: "Nem todo herói usa capa". 

Outro problema causado pela pandemia, é o mais óbvio possível, o financeiro, se antes o Flamengo poderia facilmente sonhar com alguns valores acima do padrão, hoje a situação já é bem mais complicada. (vale lembrar que também não nem metade do que a mídia paulista diz....) Por causa da """""""falta de dinheiro"""""""", nosso lateral reserva provavelmente será um nível abaixo do desejado antigamente (SE chegar algum lateral reserva) tirando que por causa de tudo isso, nós poderíamos até mesmo não ter dinheiro para renovar com o Mister, afetando nossa temporada inteira. Esse problema ocorre pela falta de receitas dos estádios e atrasos/diminuições de pagamentos de algumas empresas para o Flamengo. 

Outro problema que a quarentena trouxe para o Flamengo é a revolta de parte com o clube, lembrando que, se uma pessoa abandona o clube, ela nunca foi e nunca será torcedora, porém se revoltar com o clube é algo que todos temos, e por alguma atitudes questionáveis da diretoria durante o caos atual, alguns/muitos torcedores não concordaram com a diretoria. 

Porém, o Flamengo conseguiu contornar a situação e minimizar os problemas causados pelo corona tanto dentro do clube quando fora dele. Flamengo é o clube brasileiro que mais está ajudando os necessitados, doando máscara, álcool em gel, comida, etc para quem foi afetado por tudo que está acontecendo. 

Para diminuir os danos financeiros, houve uma diminuição de 25% dos salários dos jogadores, que entenderam muito bem o lado da diretoria e em nenhum momento ninguém achou ruim ganhar menos  
Também foi possível ver a seriedade, capacidade e vontade que o Flamengo tem quando "o negócio aperta", clube já comprou uma máquina para esterializar jogadores e funcionários antes de entrar no CT. 

Quando o assunto é médicos, o Flamengo está bem servido, Márcio Tanurre e outros médicos do Flamengo falaram muito bem para a diretoria o que fazer nesse momento, tão bem que o Flamengo é o exemplo dado pela própria FIFA do que fazer durante a pausa do futebol. 

Escrito por:

Twitter: @TuaGlriaLutar2
Instagram: @tuagloriaelutarcrf

sexta-feira, 29 de maio de 2020

Campeão Supercopa 2020

Disputado no Estádio Mané Garrincha sob nova gestão, o primeiro título nacional de 2020 ficou com o clube que encantou os amantes de futebol em 2019 e promete abocanhar ainda mais taças neste ano. Atual campeão brasileiro, o Flamengo dominou a final contra o Athlético Paranaense na manhã deste domingo (16/2) e se sagrou campeão da Supercopa do Brasil, após goleada por 3 x 0 encabeçada pelo trio artilheiro composto por GabigolBruno Henrique e Arrascaeta.

 

Nem parecia início de temporada. Sob um calor de 27º graus, o Flamengo impôs a alta intensidade desde o começo da quarta partida que entra com o time titular. Abriu o placar com 14 minutos, viu o torcedor entregar cartaz de "Hoje tem gol do Gabigol" após o atacante balançar as redes em jogada de oportunismo no segundo gol e o Arrascaeta fechar a conta no segundo tempo, sem dar chances para o campeão da Copa do Brasil.

 

O primeiro lance de perigo ocorreu aos 3 minutos. Wilian Arão roubou no meio, arrancou e após tabelar chutou forçando a primeira defesa de Santos. Foi suficiente para o volante acenar para pedir a participação da torcida, composta majoritariamente por flamenguistas. 


Sob apoio massivo das arquibancadas, o Flamengo não demoraria para fazer o público explodir de alegria. Da direita, Gabriel Barbosa cruzou e encontrou Bruno Henrique entrando na pequena área para cabecear livre, de cara para o gol. 

 

Ao ritmo de "Vamos Flamengo, vamos ser campeão", o clube seguiu com a maior posse de bola e com boas investidas no ataque. Nas poucas falhas do Flamengo, quando o Athlético subiu a marcação e Rodrigo Caio deixou passar. Rafinha recuperou com direito a chapéu, mostrando que o time carioca voltou para a primeira disputa de título esbanjando confiança. 

 

Do outro lado, o Athlético evidenciou nervosismo. No começo do jogo, fazendo muitas faltas. Depois do primeiro gol, com erros bobos, um que rendeu inclusive o segundo gol do Flamengo. Aos 30 minutos, o lateral esquerdo Márcio Azevedo tentou recuar de peito para o goleiro Santos. O toque do jogador do Athletico saiu fraco, então Gabigol antecipou a saída de Santos, tirou o goleiro e ampliou a vantagem flamenguista.

 

Com o placar atrás, o Athlético saiu mais para o ataque a partir dos 30 minutos. As melhores chances foram criadas com Marquinhos Gabriel, que finalizou por cima do gol na primeira chance que teve e, na segunda, exigiu boa defesa do Diego Alves após chute cruzado.  

 

Para fechar a conta

 

O desgaste físico de início de temporada fez o Flamengo diminuir o ritmo no segundo tempo, embora tenha mantido o controle da partida. Aos 23 minutos, o clube carioca subiu para com arrancada de Bruno Henrique pela esquerda, invadiu a área e teve o toque que tinha como alvo o Gabigol interceptada pelo goleiro Santos. A bola sobrou para Arrascaeta, que livre só mandou para dentro. 

 

O trio artilheiro do Flamengo passou a régua para levantar a taça de campeão da terceira edição da Supercopa do Brasil, que retornou após jejum de 28 anos. O time paranaense se jogou para o ataque em busca do gol de honra, empurrando o adversário para trás, o que é difícil de se ver desde a chegada do técnico Jorge Jesus.

sábado, 23 de maio de 2020

SER FLAMENGO INCOMODA DEMAIS!!!

        Em praticamente toda discussão de futebol que você ver o Flamengo estará envolvido. O Flamengo é um clube que está na boca do povo brasileiro, e por dois motivos: 
       O primeiro e mais óbvio motivo é sua torcida enorme, GIGANTE, formada por mais de 40 milhões de pessoas, a maior torcida do futebol mundial segundo a própria Fifa.
       O segundo motivo, explicando de uma maneira bem simples é que ou você ama o Flamengo, ou você odeia, qualquer coisa que o Flamengo faz repercute dez vezes mais que outros clubes. Agora vamos às provas:
        Ano passado, Flamengo estava na briga do Brasileiro contra o Palmeiras e Santos, dois rivais diretos do Corinthians, porém grande parte da torcida do Corinthians estava torcendo para o Flamengo perder esse título. Flamengo e Grêmio semifinal da Copa Libertadores do ano passado, para muitos maior rivalidade do Brasil é o "Gre-Nal", só que, o tanto de torcedores do "Nal" que estava torcendo para o "Gre", era algo absurdo.
         Mas não é só torcedor não, todos se incomodam com o Flamengo. Atualmente temos a prova disso. Não entrarei no mérito sobre se está ou não na hora de voltar aos treinos, mas o fato é que o Flamengo não é único time do Brasil que voltou a treinar, os times grandes do Sul e de Minas também voltaram e ninguém fala NADA!!
          Montenegro, Ah Montenegro, trabalha no Botafogo mas não tira Flamengo da boca, talvez você só tenha conhecidos ele recentemente pois ele está ganhando mídia, então irei te apresentar ao Montenegro:
           Montenegro, presidente do IBOPE já foi ACUSADO de corrupção (eu disse acusado, se ele é culpado ou não, eu também não tenho o direito de afirmar, pode ser que seja inocente) mas algumas coisas que Montenegro fez e ninguém pode dizer o contrário:
            "Mulher não apita Copa do Mundo, mulher não apita jogo importante, mulher só apita jogo importante do Botafogo" essa frase cem por cento machista foi dita por Montenegro na época que ele presidia o Botafogo. Ah, e Montenegro, aonde estão os salários atrasados?
             Amigos, o Flamengo é uma das únicas coisas que unem rivais e opostos para ser odiado, quem torce para o Flamengo, ama o Flamengo, mas quem não torce ODEIA!! pensando bem, acho que no final dá empate.

Saudações Rubro Negras

Escrito por: @TuaGlriaLutar2 no Twitter e 
@tuagloriaelutarcrf no Instagram

sexta-feira, 22 de maio de 2020

Flamengo é campeão do Brasileirão 2019

Flamengo é campeão do Brasileirão 2019

Festa também no Maracanã. Pode comemorar torcedor, a América é do Flamengo mais uma vezFesta também no Maracanã. Pode comemorar torcedor, a América é do Flamengo mais uma vez
Créditos: Divulgação/Conmebol

O Flamengo é o campeão brasileiro de 2019! Neste domingo, o Rubro-negro garantiu a conquista do Brasileirão, coroando uma temporada de muitas glórias para a equipe da Gávea.

Esse título interrompe um jejum de dez anos do Flamengo sem ser campeão brasileiro. A última vez que o clube havia vencido o Brasileirão foi em 2009, quando foi liderado por Adriano Imperador e Petkovic. Neste ano, o Fla foi conduzido pelos gols de Gabriel Barbosa e Bruno Henrique, as assistências de De Arrascaeta e Everton Ribeiro e a estratégia do português Jorge Jesus.

O título brasileiro ainda coroa um fim de semana inesquecível para a torcida rubro-negra. No sábado, o Flamengo derrotou o River Plate em Lima e se sagrou campeão da Copa Libertadores da América. No domingo, mesmo sem jogar, conquistou o Brasileirão. Com os dois troféus na mesma temporada, o Rubro-negro repetiu um feito conseguido apenas pelo Santos de Pelé, que ganhou em 1962 e 1963.

Flamengo Campeão Brasileiro Sub 20 - 2019



Em uma temporada de conquistas no futebol profissional, o Flamengo teve sucesso também nas categorias de base e conversas visando a próxima temporada já foram iniciadas, com alguns nomes de jovens jogadores sendo analisados para compor o elenco do técnico Jorge Jesus em 2020.
O Rubro-Negro fez a 'tríplice coroa' do Campeonato Brasileiro, conquistando com o time principal, o sub-17 e o sub-20. Está última, em final que aconteceu no último domingo, contra o Palmeiras, o que rendeu zoações nas redes sociais.

Desta forma, dirigentes já realizaram reuniões e traçam o planejamento para que alguns jovens possam ser promovidos em breve. Há uma ideia inicial de se preencher lacunas no elenco para que se forme uma "linha de sucessão".

Com o Flamengo passando por uma boa fase financeira, o clube tem todas as condições de ir ao mercado na próxima janela, o que faz com que a exigência para integrar o elenco profissional seja maior. Mas a intenção é buscar fora apenas nos casos em que não se enxergue o perfil na base.
Neste ano, o Flamengo investiu e contratou os zagueiros Rodrigo Caio e Pablo Marí, os laterais Rafinha e Filipe Luis, os meias Gerson e Arrascaeta e os atacantes Bruno Henrique, Gabigol.
Joia com chance no profissional

Em 2019, o jovem Reinier, de apenas 17 anos e tido como uma das joias do Flamengo, teve chances sob o comando de Jorge Jesus. O meia se tornou substituto de Arrascaeta e caiu nas graças da torcida.
Recentemente, o Flamengo anunciou a renovação de contrato com Reinier e o novo vínculo vai até outubro de 2024. O nome do meia já esteve especulado em alguns clubes europeus.
Por Reinier, inclusive, o Rubro-Negro teve um desgaste com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Julgando que o jogador seria importante para o elenco, que já havia perdido alguns nomes por conta de convocações do Brasil e de seleções estrangeiras, a diretoria não liberou para a Copa do Mundo sub-17.

Base como parte da engrenagem

Os cofres cheios do Flamengo também têm a base como parte do trabalho. Nas temporadas de 2017 e 2018 o clube realizou duas boas vendas, o que fez com que entrasse recursos.
Primeiramente, o atacante Vinicius Júnior foi negociado com o Real Madrid, da Espanha, por cerca de R$ 164 milhões, segundo cotação da época. No ano seguinte, o meia Lucas Paquetá foi para o Milan, da Itália, em transação que envolveu R$ 150 milhões, ficando com R$ 100 milhões.
Neste ano, não houve a necessidade de uma tratativa com o mesmo volume de outrora, mas o zagueiro Léo Duarte se tornou companheiro de Paquetá, em negociação de aproximadamente R$ 46 milhões.



quinta-feira, 21 de maio de 2020

Flamengo Inglês



O Flamengo não inspirou a criação de clubes não só no Brasil. Na Inglaterra se tem notícia de pelo menos dois Flamengo's, como atesta essa reportagem abaixo



O Flamengo de Bromley não tem registros recentes. Essa foto aí de cima é de jogadores do clube.

Mas o de Birminghan tem resultados recentes e é dono do escudo que inicia esse post.


Que a fase atual sirva para inspirar muitos outros Flamengo's pelo Mundo.

terça-feira, 19 de maio de 2020

Flamengo, dois Hinos e Muita História


O mais cantado do Brasil e do mundo. Eis outro título do qual pode se orgulhar o Flamengo. No livro Futebol no País da Música (Panda Books, 2009), Beto Xavier a rma: “Nenhum time brasileiro, e do mundo, foi tão cantado e idolatrado como o Flamengo, em gêneros que passam pelo choro, foxtrote, marcha, baião, rock, samba e samba-enredo”. O  mesmo autor contabiliza “mais de 150 gravações que contam os feitos, os títulos, as torcidas e até as tristezas rubro-negras”. Entre elas, há verdadeiros clássicos da própria Música Popular Brasileira, como “Fio Maravilha” e “Camisa 10 da Gávea”, ambas compostas pelo rubro-negro Jorge Ben Jor, para homenagear o atacante Fio, em 1972, e o ídolo maior Zico, em 1976.

Já os hinos do clube são dois: o oficial, composto em 1919 por Paulo Magalhães, goleiro do time reserva de futebol; e o não oficial, a Marcha do Flamengo, que o autor de marchinhas carnavalescas Lamartine Babo registrou em 1950, junto com as dos outros dez clubes que à época disputavam o Campeonato Carioca: América, Bangu, Bonsucesso, Botafogo, Canto do Rio, Fluminense, Madureira, Olaria, São Cristóvão e Vasco.

O Hymno Rubro-Negro, como informa a capa da partitura reproduzida ao lado, foi executado pela primeira vez há 95 anos, pelos próprios atletas e sob a regência do autor, no antigo campo da Rua Paissandu, durante a festa do 25º aniversário do clube. Sua primeira gravação, no entanto, é de 1932, na voz de Castro Barbosa, responsável também pelo maior sucesso do Carnaval daquele ano, Teu Cabelo Não Nega, de Lamartine Babo e Pixinguinha.

Já a Marcha do Flamengo tornou-se, na prática, o hino do clube. Gravado também com os nomes de Hino do Flamengo, pelo cantor Gilberto Alves, e Sempre Flamengo, pelo conjunto Quatro Ases e Um Coringa, é até hoje o mais cantado e conhecido pela torcida.

Hymno Rubro-Negro (Paulo Magalhães, 1919)

Flamengo, Flamengo
Tua glória é lutar
Flamengo, Flamengo
Campeão de terra e mar

Saudemos todos com muito ardor
O pavilhão do nosso amor
Preto encarnado, idolatrado,
Dois mil campeões do vencedor

Flamengo, Flamengo
Tua glória é lutar
Flamengo, Flamengo
Campeão de terra e mar

Lutemos sempre com valor infindo
Ardentemente com denodo e fé
Que o futuro ainda será mais lindo
Que o teu presente que tão lindo é

Flamengo, Flamengo
Tua glória é lutar
Flamengo, Flamengo
Campeão de terra e mar

Marcha do Flamengo (Lamartine Babo, 1950)

Uma vez Flamengo, sempre Flamengo
Flamengo sempre eu hei de ser
É meu maior prazer vê-lo brilhar
Seja na terra, seja no mar
Vencer, vencer, vencer!
Uma vez Flamengo, Flamengo até morrer!

Na regata, ele me mata
Me maltrata, me arrebata
Que emoção no coração!
Consagrado no gramado
Sempre amado, o mais cotado
No Fla-Flu é o Ai, Jesus!

Eu teria um desgosto profundo
Se faltasse o Flamengo no mundo
Ele vibra, ele é fibra
Muita libra já pesou
Flamengo até morrer eu sou!




segunda-feira, 18 de maio de 2020

Flamengo Bi Campeão da Libertadores 1981-2109

Foi lindo.Maravilhoso. Foi emocionante. E após 38 anos, em uma virada épica sobre o River Plate o Flamengo voltou para o topo da América. Relembre aqui os detalhes da conquista.

Primeira fase: classificação com sustos

Pelo Grupo D, o Flamengo enfrentou LDU-EQU, Peñarol-URU e San José-BOL para passar pela primeira fase. A largada foi com vitória sobre o time boliviano, fora de casa, e emplacou o segundo triunfo diante da LDU, no Maracanã.

O primeiro encontro da torcida com a Libertadores 2019. No Maraca, o Fla venceu a LDU-EQU por 3 a 1 pela segunda rodada da fase de grupos

O primeiro encontro da torcida com a Libertadores 2019. No Maraca, o Fla venceu a LDU-EQU por 3 a 1 pela segunda rodada da fase de grupos
Créditos: Alexandre Vidal/Flamengo

A vaga nas oitavas estaria praticamente garantida com vitórias nos dois confrontos seguintes, ambos no Rio de Janeiro. No entanto, passou susto ao perder por 1 a 0 para o Peñarol e a missão ficou mais complicada. Depois, conseguiu golear o San José por 6 a 1, mas perdeu por 2 a 1 para a LDU na última rodada. Resultado: classificação na liderança da chave com três vitórias, um empate e duas derrotas.

Uma derrota em casa para o Peñarol-URU por 1 a 0 ressuscitou o fantasma da fase de grupos

Uma derrota em casa para o Peñarol-URU por 1 a 0 ressuscitou o fantasma da fase de grupos
Créditos: Alexandre Vidal/Flamengo

Oitavas de muitas emoções

Empolgados com a estreia de Jorge Jesus no comando, os rubro-negros viram o Emelec-EQU jogar um balde de água fria no primeiro jogo do português. Fora de casa, o Fla perdeu por 2 a 0. Além da desvantagem, a equipe brasileira ainda perdeu Diego, lesionado. No entanto, o confronto da volta foi marcado por muita emoção e festa da torcida no Maracanã lotado. Gabigol marcou duas vezes e levou a decisão para os pênaltis, onde Diego Alves brilhou e pegou uma das cobranças.

Com a bola na marca da cal, Diego Alves brilhou e colocou o Flamengo nas quartas, o que não acontecia desde 2010

Com a bola na marca da cal, Diego Alves brilhou e colocou o Flamengo nas quartas, o que não acontecia desde 2010
Créditos: Alexandre Vidal e Marcelo Cortes/Flamengo

Quartas: dupla de artilheiros em ação 

Passados os sustos das outras fases, o Flamengo teve dias mais tranquilos nas quartas de final, diante do Internacional. No Rio de Janeiro, Bruno Henrique marcou dois gols no final do segundo tempo e fez os cariocas vencerem por 2 a 0. Na volta, em Porto Alegre, o Rubro-Negro voltou a jogar melhor e se impôs diante do adversário, que até saiu na frente com Rodrigo Lindoso, mas Gabigol deixou tudo igual e escreveu um novo capítulo para a história. O Flamengo voltava às semifinais da competição após 35 anos.

Bruno Henrique marcou duas vezes no jogo de ida contra o Internacional, pelas quartas de final

Bruno Henrique marcou duas vezes no jogo de ida contra o Internacional, pelas quartas de final
Créditos: Alexandre Vidal & Marcelo Cortes/Flamengo

Classificação para a final com muita festa

A fase semifinal preparou outro duelo entre brasileiros. E, mais uma vez, o Flamengo enfrentou um rival gaúcho. Fora de casa, Bruno Henrique abriu o placar, e Pepê empatou para o Grêmio: 1 a 1. Já a volta, no Maracanã, foi completamente diferente. Novamente com casa cheia e clima de festa, o Rubro-Negro aplicou 5 a 0 nos tricolores e se credenciou à final da competição. Os gols foram de Gabigol (duas vezes), Bruno Henrique, Rodrigo Caio e Pablo Marí.

No Maraca, o time rubro-negro goleou o Grêmio por 5 a 0 no jogo de volta de semifinal

No Maraca, o time rubro-negro goleou o Grêmio por 5 a 0 no jogo de volta de semifinal
Créditos: Alexandre Vidal, Marcelo Cortes & Paula Reis/Flamengo

Após décadas na fila, Flamengo volta a ser campeão da Libertadores

Na primeira final única organizada pela Conmebol, o Flamengo foi a Lima, no Peru, para enfrentar o tradicional River Plate, da Argentina. Apesar de começar no ataque, o time brasileiro não conseguiu assustar e viu os adversários saírem na frente no Monumental aos 14 minutos ainda do primeiro tempo, com Borré.

O clima de tensão tomou conta do Monumental e aumentou para o torcedor Rubro-Negro quando o River fez 1 a 0

O clima de tensão tomou conta do Monumental e aumentou para o torcedor Rubro-Negro quando o River fez 1 a 0
Créditos: Divulgação/Conmebol

O Flamengo voltou melhor para o segundo tempo, mas encontrou os argentinos jogando de forma bem recuada. Quando tudo parecia perdido, Gabigol apareceu nos minutos finais para cravar seu nome na história do clube. Aos 43 minutos, Bruno Henrique arrancou, passou para Arrascaeta cruzar para o camisa 9 empatar o jogo. Logo depois, aos 46, foi a vez de Diego fazer excelente lançamento para o artilheiro ganhar de Pinola e soltar a bomba de pé esquerdo: 2 a 1.

E quando o título parecia ficar cada vez mais distante o artilheiro entrou em ação. Gabriel marcou duas vezes e o Flamengo virou o jogo nos acréscimos do segundo tempo

E quando o título parecia ficar cada vez mais distante o artilheiro entrou em ação. Gabriel marcou duas vezes e o Flamengo virou o jogo nos acréscimos do segundo tempo
Créditos: Alexandre Vidal/Flamengo

Após a conquista de 1981, o Flamengo voltou a pintar a América do Sul de vermelho e preto com uma campanha inesquecível. Além dos números dentro de campo, o time brasileiro terminou com Gabigol na artilharia (nove gols) e com Bruno Henrique eleito o craque da competição.

Bruno Henrique e Gabriel

Gabriel e Bruno Henrique foram destaque na campanha vitoriosa do Flamengo na Libertadores 2019
Créditos: Alexandre Vidal/Flamengo

Relembre a trajetória do título jogo a jogo:

Fase de grupos:
San José-BOL 0 x 1 Flamengo
Flamengo 3 x 1 LDU-EQU
Flamengo 0 x 1 Peñarol-URU
Flamengo 6 x 1 San José-BOL
LDU-EQU 2 x 1 Flamengo
Peñarol-URU 0 x 0 Flamengo

Oitavas de final:
Emelec-EQU 2 x 0 Flamengo
Flamengo 2 (4) x (2) 0 Emelec-EQU

Quartas de final:
Flamengo 2 x 0 Internacional
Internacional 1 x 1 Flamengo

Semifinal:
Grêmio 1 x 1 Flamengo
Flamengo 5 x 0 Grêmio

Final:
Flamengo 2 x 1 River Plate-ARG


https://www.cbf.com.br/pelo-mundo/noticias/index/campeoes-da-decada-flamengo-solta-o-grito-de-bicampeao-apos-38-anos