Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Não deixem o esculacho morrer! (André Rizek)

Não deixe o esculacho morrer



Antes de mais nada, quero dizer que respeito a indignação dos
botafoguenses com a "comemoração chorona" de Souza diante do
Cienciano. Mas é justamente por causa dela que o gesto é tão bacana!
Não existe boa gozação se a vítima não sentir o golpe, oras!


Se Souza estivesse fazendo alguma discriminação de raça, sexo ou de
cor, ele deveria sair preso do Maracanã. Algemado. Mas Souza fez
apenas uma gozação de futebol, gente... Estritamente de futebol. Que
graça teria o nosso amado jogo sem a gozação?


Nada é mais importante que o livre direito de poder esculachar um
rival derrotado! Nada. Nem o jogo dentro das quatro linhas,
perguntarão os leitores? Nem o jogo! Que graça tem um clássico se a
gente ficar preso a detalhes do tipo "o time jogou com duas linhas de
quatro".


"Ah, mas gestos como os do Souza incitam à violência", dirão alguns,
guardiões da moral e dos bons costumes. Mas incitam mesmo? Eu não
fiquei com vontade de dar porrada em ninguém por causa da encenação de
chorão que o atacante fez... Se algum idiota quer partir para a briga
por causa do gesto, o problema é do idiota e não do gesto.


Andamos todos muito caretas no futebol, muitos cheio de nhém nhém
nhém. A violência é assustadora. Mas em vez de combatê-la com
seriedade a gente fica com essa de "não pode entrar com bandeira no
estádio, não pode entrar com guarda-chuva, não pode beber cerveja, não
pode chamar de bobo". É como o sujeito que chega em casa, pega a
esposa transando com outra pessoa no sofá e, para resolver o problema,
ele vende o sofá...


Talvez o exemplo não seja tão bom, mas serve para explicar o que quero
dizer. O Botafogo protaganizou um choro ridículo no domingo e,
sinceramente, alguém tinha de tratar isso como merecia: como piada.


Futebol, minha gente, não é apenas um jogo. Sei que parece óbvio,
escrito dessa forma. Mas a reação de muita gente ao gesto do Souza me
deixa na obrigação de lembrar isso. Quer falar apenas de jogo, "de
linhas de quatro" (não agüento mais ouvir essa expressão)? Então
acesse um blog de gamão ou de xadrez (e olha que sou bom nisso...). O
futebol só é futebol porque tem um motor chamado "rivalidade".


Chega de caretice. Não deixem o esculacho morrer!

6 comentários:

Ronaldo César disse...

Faço as minhas, suas palavras. Violência acho querer estragar nossa legítima festa com uma cena ridícula, feita no auge de conturbação emocional do presidente do foguinho.

Ronaldo

Rodolpho disse...

CONCORDO EM GENERO, NUMERO E GRAU.

Marcelle disse...

A alegria é sempre válido, e como estava presente no maracanã, acredito q a nova versão do hit alvinegro, tenha ensejado esta brincadeira do Souza. Mas, esperar qq traço de senso de humor do atual botafogo é perda de tempo. Estão apequenando o Clube e sugestionando a própria torcida a esse clima de consternação e perseguição. Lamentável e ruim p/o futebol. Ainda bem q o Flamengo é mto maior q tudo isso.
SRN!

Fernando disse...

Faltou uma coisa aí...onde assino? Maravilhoso! O futebol está muito fresco hoje em dia.

Anônimo disse...

somos atualmente a segunda maior torcida do brasil e quase falidos sem estadio proprio ;ronilton

Warley Morbeck disse...

Obrigado ao Corintiano Ronilton pela visita.

A Maior torcida do Brasil agradece