Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Uma Camisa que Pesa

Preste atenção neste time: Sérgio, Josimar, Dario Pereira, André Cruz e Branco; Boiadeiro, Edu Marangon, Sócrates e Carlos Alberto Dias; Edmundo e Charles. E ai, que tal? Seria ou não uma boa equipe? Pois bem, em tese, esse time talvez pudesse fazer um bom papel com a camisa de qualquer clube, menos com a do Flamengo. Esses jogadores de ótimo nível compõem um grupo até certo ponto bem comum à história do clube. São os chamados jogadores e talento que, por motivo ou outro, não tiveram uma boa passagem pela Gávea.

Eles e tantos outros sofreram do chamado "peso" da camisa rubro-negra, uma peculiaridade que justifica a máxima criada por Leovegildo Lins da Gama Júnior, o Júnior, de que a camisa do Flamengo tem que ser absorvida como se fosse uma segunda pele por aqueles que entram em campo para defender as cores do clube. São jogadores que sentiram na carne que jogar no clube mais popular do Brasil não é tarefa das mais fáceis. Não basta ter talento, experiência ou bom currículo. É preciso ter um pouco mais de tudo, numa combinação inexplicável de talento e dedicação, vontade e devoção.

Paulo Sérgio Scudiere Angioni, foi quem mais percebeu como é difícil vestir a camisa do Flamengo. Sua análise foi escorada no dia-a-dia e na teoria dos cursos de psicologia e administração. Pela sua sala passaram diversos jogadores em busca de uma palavra de alento ou simplesmente em busca de alguém que ouvisse suas angústias e frustrações, alguém que lhes ensinasse como superar essa emblemática mas contagiante mística da camisa rubro-negra.

Que a camisa vermelho e preta pesa é fato. Por ser um grande clube, o Flamengo já exige dedicação do atleta, mas a mística da camisa rubro-negra é propagada a nível mundial e isso redobra a responsabilidade. Aqueles que não são formados no clube, principalmente os que vem de equipes de menor expressão, acabam sendo mais cobrados.

**********

Por Gilma Ferreira
Revista do Flamengo, número 17
Com adaptações

3 comentários:

KID disse...

SÓCRATES BRASILEIRO SAMPAIO DE VOUZA VIEIRA. (um tremendo pé-frio da Gávea).
Seu passe foi alugado em 1985, com duração de 2 anos. No contrato rezava que ele receberia toda a renda líquida de cinco jogos que o Flamengo iria com ele. Eles mesmo rompeu seu contrato devido a uma cirurgia. Por este motivo o Flamengo além de não ter feito realizado as tais partidas, também nada o pagou. Sócrates entrou na justiça e foi derrotado até na última instância. Tenho um pôster do seguinte time: Cantarelli, Leandro, Mozer, Andrade, Jorginho, Adalberto, Bebeto, Sócrates, Zico (ambros vindo de uma lesão)Chiquinho e Adílio. Nem assim, ele não conseguiu ganhar nada.

SãoPauliNa-RP disse...

Oiii tudo bem?
Adoreii o blog
show de bola
seu time vai jogar ainda
clássico tudo pode acontecer
ehehe boa sorte
bjssss

grupo flamengo disse...

Só tô curtindo com a cara de bundão do meu vizinho vascaino
hahahahahahahahahahahahahahahahaha

muito legal o cantinho de vcs...adorei! vcs estão nos meus favoritos.