Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Tinteiro - Grandes Jogadores do Flamengo

José Jorge Fabiano, o ex-zagueiro Tinteiro, nasceu em Cachoeiro do Itapemirim, Espírito Santo, em 25 de setembro de 1948. Começou a jogar nas categorias de base do Cachoeiro, de sua cidade, época em era chamado de Pelezinho. Defendeu depois Flamengo (entre 1969 e 1972) e uma infinidade de outros clubes brasileiros. Ao parar com a bola, chegou a trabalhar no Mengão.

Em 1966, aos dezoito anos, na administração do Presidente Edlo Mendes Baião e por seu intermédio, se transferiu para o Flamengo, ingressando na categoria juvenil. Lá chegando ganhou o apelido de Tinteiro, dado pelo zagueiro central, Sapatão. Atuou também na categoria de aspirantes, a chamada categoria intermediária, chegando a excursionar pelo Japão. Daí para o time profissional foi um pulo, atuou como profissional durante três temporadas, duas como titular, 1970 e 1971 e uma como reserva, 1969, de um dos maiores laterais esquerdos da história do Flamengo e do próprio futebol brasileiro em todos os tempos - Paulo Henrique. Tinteiro foi titular do Flamengo exatamente quando Paulo Henrique foi emprestado ao Botafogo. Com o retorno de Paulo Henrique, a pedido do então técnico, o paraguaio, Fleitas Solich, perdeu a condição de titular e por falta de orientação foi perdendo espaço em conseqüência da sua impetuosidade. Tem grandes recordações e reconhece o valor e expressa a grande admiração que nutre pelo ex-companheiro de posição. O único gol que marcou como titular foi contra a Portuguesa de Desportos, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro, possibilitando a vitória do Flamengo, por 1 a 0. Em 1972, sem chances e desanimado, obteve o passe livre.

Tinteiro enquadra-se no grupo dos chamados jogadores andarilhos. Após deixar o rubro-negro carioca, em 1972, defendeu Tiradentes, do Piauí, CRB, Confiança de Sergipe, Leônico, Bahia, Treze, Campinense, Ferroviária de Araraquara, Estrela do Norte, de Cachoeiro de Itapemirim, Colatina, Nacional de Duque de Caxias e Grêmio Santo Agostinho, de Cachoeiro, onde encerrou a carreira.

Pelo Flamengo fez 60 jogos e marcou apenas um gol.

4 comentários:

Sobre o Futebol Carioca disse...

MUITO BOM!

Anônimo disse...

Eu treino com ele.
Obrigado Tinteiro por me fazer evoluir a cada dia...

Anônimo disse...

e um grande treinador tinta

Roberto Melo disse...

Meu nome é Melo soldado Melo você era o soldado Fabiano meu número é 547 o seu é 546 fomos amigos no quartel Jorge Gonçalves Valtinho do do Fluminense Pedro Omar e depois foi pro Flamengo tenho saudade daquela daquele tempo eu gostava muito de você e você era parceiro legal muito divertido também fizemos muitos plantões juntos