Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Barco Pherusa

Barco Pherusa

A Pherusa, foi uma das mais famosas embarcações da história do remo do Flamengo. Na prática, não foi um barco do Grupo de Regatas do Flamengo já que foi comprada antes da fundação do clube, e foi roubada também antes de isso ocorrer. Mas a Pherusa foi o primeiro barco comprado pelos remadores rubro-negros que já tinham idéia de fundar um grupo de remo, para que eles podessem começar a competir.
Início

Os remadores, José Agostinho Pereira da Cunha, Mário Spíndola, Nestor de Barros, Augusto Lopes, José Félix da Cunha Meneses e Felisberto Laport, resolveram comprar um barco. Fizeram uma vaquinha e conseguiram arrecadar a quantia de 400 réis, com isso compraram uma baleeira a cinco remos, já meio gasta que ganhou o nome de Pherusa.

A Pherusa necessitava de uma reforma completa alguém indicou um armador de Maria Angu. Serviço perfeito por duzentos e cinqüenta réis e, mais uma vez, o pessoal que podia colaborar, colaborou. A manhã do dia 6 de outubro foi uma festa, pois era a data marcada para apanhar a ambicionada Pherusa.

Então os jovens, mais Maurício Rodrigues Pereira e Joaquim Bahia, foram dar a primeira volta com o barco. Saíram da Ponta do Caju, na praia de Maria Angu (atual Ramos), de tarde. Mesmo com o tempo ameaçador no céu, Mário Spíndola dirigiu rumo à praia do Flamengo. Então, o primeiro grande desafio do grupo surgiu. O forte vento virou a embarcação e os náufragos tiveram que se segurar no que restou da Pherusa.

Joaquim Bahia, excelente nadador, saiu até a praia em busca de ajuda. Mas a chuva cessou e logo apareceu um outro barco, o Leal, de pescadores da Penha, e fez o resgate dos jovens e da Pherusa. A preocupação passou a ser Bahia, que depois de quatro horas chegaria à praia, tornando-se o primeiro herói do Flamengo.

A recuperação de Pherusa foi mais uma vez iniciada, mas quando o barco já estava sendo preparado, foi roubado e nunca mais foi encontrado. Ficou de Pherusa apenas a lembrança e o desejo de todos em fundar realmente um grupo de regatas. Os remadores do rubro-negros resolvem então comprar outro barco, e compram o barco Etoile renomeado de Scyra.

3 comentários:

Reinaldo disse...

Prezado Moderador,

Veja meu site e se possível comente e inclua no seu Blog o link: http://flashownet.comze.com/

Tenho o pensamento de colocar Post interessantes do seu Blog no site e é claro indicando seu blog com fonte e local para comentários.

Estou iniciando o site e vou enviar recados aos demais sites e Blogs do nosso querido Mengão...

Parabenizo pelo seu blog/site.

Não seremos concorrentes seremos co-irmão.

Saudações Rubro-Negras,
Reinaldo Botelho

Flamengo Eternamente disse...

Reinaldo, já adicionei o link nos Parceiros. Qualquer novidade me avisa e vamos manter o contato. Colaborações suas também são muito bem vindas.

Valeu

Anônimo disse...

Muito legal a história. O Flamengo tem casos incríveis.