Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Homenagem Patrocinadora - Camisa Gigante do Flamengo


No "Dia do Flamengo" a patrocinara do clube fez uma homenagem e colocou uma camisa do Flamengo gigante, como homenagem ao Clube. Ficou realmente muito bom, e lembrou aquela vez em que a Nação levou uma camisa Gigante ao Maracanã.

Valeu Ale

3 comentários:

Brasil Empreende disse...

Ola visitei seu blog e gostei muito e gostaria de convidar para acessar o meu também e conferir a postagem de hoje: Times financiam falta de idoneidade no brasileirão 2009
Sua visita será um grande prazer para nós.
Acesse: www.brasilempreende.blogspot.com
Atenciosamente,
Sebastião Santos.

Leonardo Resende disse...

Fala meu amigo.

Foi linda, passei por ali no dia em que ela estava lá. Não sabia que teria essa bela surpresa.

Linda a camisa mesmo e mostrando mais uma vez que o Rio de Janeiro é rubro-negro!

Visite também o Rio Futebol, se puder!

Grande abraço,

Leonardo Resende
Rio Futebol
http://riofutebol.blogspot.com
adm.riofutebol@gmail.com

Vanderson disse...

MOVIMENTO POR UM FLAMENGO MAIOR DO MUNDO!

Você merece saber:

Fato 1: Está tramitando nas altas esferas do clube o inquérito instaurado para apurar contratação de fornecedores pela Patrícia Amorim e mais um funcionário, Arnaldo Spiro, do departamento de esportes olímpicos. Durante o período em que exerceu o cargo de Vice-Presidente de Esportes Olímpicos, Patrícia Amorim e o funcionário contrataram uma empresa para o serviço de troca do piso do ginásio Hélio Maurício, orçado em aproximadamente R$ 170.000,00.

Foi paga a primeira parcela de R$ 28.000,00, mas o serviço nunca foi iniciado e por isso outros pagamentos não foram autorizados pelo financeiro do clube. Quem irá devolver o dinheiro do clube? Onde estão os R$ 28.000,00 jogados no lixo pelo departamento?


Fato 2: Como todo político profissional, Patrícia Amorim usa o Flamengo para garantir votos para as eleições de vereadora. Aproveitando-se da função de Vice-Presidente de Esportes Olímpicos, Amorim autorizou o ingresso gratuito de 1000 (MIL!) alunos da Rede Pública de Ensino, que hoje estão na escolinha de natação do Flamengo.

O clube possui um parque aquático para seus sócios e atletas, mas atualmente é invadido pelos filhos dos eleitores da vereadora. Mascarado como “projeto social”, antes a vereadora tentou aprovar este projeto na Câmara dos Vereadores, mas foi considerado desnecessário e foi rejeitado (recusado) na Câmara de Vereadores por entender que o governo fez altos investimentos em Vilas Olímpicas e Centro Esportivos construídos para o PAN, e que a parceria iria onerar o Flamengo, já que nenhuma verba pública seria liberada para o custeio. A única saída foi usar o cargo que ocupava, Vice-Presidente de Esportes Olímpicos do Flamengo, e garantir votos para as eleições municipais através da utilização das instalações do Clube.


É claro que o projeto foi "marketizado" e está publicado na página da vereadora na internet. O Projeto chama-se Novos Talentos Natação e está em atividade no Parque Aquático do Clube. Trata-se de um projeto que onera o Flamengo, sem contra-partidas ao Clube, que tem que pagar a manutenção da piscina e salários aos professores. Além de não ter horário disponível para sócios pagantes.

Fato 3: Você sabia que o marido da Patrícia Amorim, Fernando Sihman, foi Vice-Presidente de Esportes Olímpicos do ex-presidente Edmundo Santos Silva?

O agravante é que Patrícia Amorim era funcionária REMUNERADA do clube, ocupando o cargo de SUPERVISORA de Esportes Olímpicos.
Trata-se de um caso clássico de NEPOTISMO, igual ao que vemos em Brasília. Patrícia era funcionária do seu próprio marido, recebendo dos cofres Rubro-Negros. Além disso, neste período Patrícia fez um acordo com o ex-presidente Edmundo para ser afastada do cargo e candidatar-se a vereadora, mas CONTINUOU RECEBENDO SALÁRIOS SEM TRABALHAR NO CLUBE. Em seguida o ex-presidente Edmundo Santos Silva apareceu no horário eleitoral apoiando a Patricia Amorim.

Todos os fatos acima podem ser comprovados nas respectivas secretarias do clube.


Fato 4: Usar a campanha do Flamengo para garantir votos nas próximas eleições municipais. Por causa das fracas atuações como vereadora, Amorim tem cada vez menos votos em suas reeleições municipais. Em sua última eleição, Patrícia Amorim foi a vereadora eleita MENOS votada do seu partido, e por pouco não ficou de fora. Por este motivo, a estratégia para dar um novo gás a sua vida pública, é usar o Flamengo. A campanha para seu próximo cargo público já começou, usando mais uma vez a marca Flamengo para se auto-promover. Patrícia vive do salário de vereadora, mas como ficará ser for eleita presidente do Flamengo? Quem pagará seu salário se ela estiver trabalhando para o Flamengo? É mais um caso de se aproveitar do povo carioca que paga seu salário para ser vereadora e não exercer a função municipal, já que o Flamengo precisa de um presidente ativo 24h.