Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Renato Gaúcho - Um ídolo Rubro Negro



O jogo das estrelas promovido por Zico foi o ponto alto do domingo, 27 de Dezembro de 2009. Para os flamenguistas principalmente. Ver em campo ídolos como os eternos Zico, Júnior e Andrade além do ídolo mais recente como Romário e... Renato Gaúcho. Isso mesmo, Renato Gaúcho, que apesar das injustas vaias recebidas, é sim um grande ídolo rubro-negro.

Quem é rubro-negro sabe que um jogador candidato a ídolo do Flamengo tem de ter algumas características, dentre elas raça (vide Rondinelli – O Deus da Raça) e uma inexplicável identificação com a camisa e com a torcida exigente (Fio Maravilha e Obina talvez sejam exemplos que se enquadram nessa categoria). Renato tinha as duas e quem o vaiou domingo definitivamente não se lembra dele com a camisa do Flamengo, em todas suas passagens, sempre com muita raça, comprometimento e respeito. Acho difícil negar isso.

Em 1987, ano do Tetra, o time do Flamengo era fantástico. Até hoje olho aquela escalação e fico impressionado: a dupla de ataque era simplesmente Bebeto e ele, que viria a ser escolhido o melhor jogador daquele campeonato. Aos mais novos, recomendo uns vídeos no Youtube, especialmente o Atlético-MG x Flamengo no Mineirão. Aquele jogo foi um dos mais incríveis que já presenciei (tinha 7 anos na época) na minha vida rubro-negra e o gol antológico do Renato Gaúcho está na minha memória até hoje.



Eu lembro bem, especialmente da sua 2ª passagem, vindo do Cruzeiro. A ansiedade com que aguardei sua vinda - lembro que as especulações surgiram após o Penta de 92, ele havia saído brigado do Botafogo e viria para o Flamengo mas não houve acerto - e o alívio proporcionado pelo acerto me levaram a crer que estava diante de um ídolo. Lembro que ele comprou um Mitsubishi vermelho e preto inclusive! Sua 3ª e última passagem foi no final de sua carreira, já não era nem de longe o mesmo mas ainda assim ajudou o time na boa campanha do Brasileiro de 1997.

Renato era um craque, um atacante que aliava raça, força física e técnica como poucos jogadores hoje em dia, só não brilhou na seleção por causa de seu temperamento e atitudes polêmicas.

Vaiá-lo pelo gol de barriga ou pelas bobagens que ele falou quando jogador ou como treinador do Fluminense é imaturidade afinal ele também falava muitas besteiras quando jogava pelo Flamengo. Isso é da natureza dele, um fanfarrão que muitas vezes paga pelas bobagens ditas.

Saber respeitar e principalmente entender um ídolo é fundamental para um torcedor, especialmente para um flamenguista, que sempre soube criar e cuidar de seus ídolos.

João Carlos Jr.
jjr007@terra.com.br
www.twitter.com/jccsj007

5 comentários:

Nivinha disse...

Perfeito seu post! Concordo em tudo com vc e tb não entendo as vaias para o Renato. Ele para mim é ídolo! SRN

Luís Eduardo disse...

Meu caro,
parabéns pela coerência neste texto.
Renato Gaúcho nos feriu com o gol de barriga? Já falou muita besteira? A resposta é SIM para ambas as perguntas.

Mas todos sabem que ele é rubro-negro de verdade e foi um jogador que participou da conquista de um Brasileiro- 87, e uma Copa do Brasil- 92.
Se compararmos com o Romário, é fácil concluir que o Renato Gaúcho teve mais glórias vestindo o manto sagrado que o baixinho.
As vaias são uma falta de respeito e principalmente falta de memória de uma minoria da Nação Rubro-Negra.

Feliz 2010 e parabéns pelo belo espaço rubro-negro.

"Nada do Flamengo, tudo pelo Flamengo"
SRN, Luís Eduardo
Blog Saudações Rubro-Negras- http://jlwrubronegros.blogspot.com/
Blog SRN no twitter: http://twitter.com/LuisSRN

Warley Morbeck disse...

Valeu Galera. Luís, só um detalhe. A Copa do Brasil foi em 1990

Luís Eduardo disse...

Desculpe o erro na Copa do Brasil, estou com os anos das conquistas do HEXA na cabeça e acabei cometendo este lapso...
SRN, Luís Eduardo
Blog Saudações Rubro-Negras- http://jlwrubronegros.blogspot.com/
Blog SRN no twitter: http://twitter.com/LuisSRN

Warley Morbeck disse...

Valeu Luís. A gente sabe disso

Quando vai presentear nosso humilde blog com outro texto?