Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

O Russell e a popularidade do Flamengo

Fundado em 1895, o Clube de Regatas do Flamengo, antes de conhecer o futebol, dedicava-se exclusivamente ao remo, então o esporte mais popular. Seus associados viam o futebol com desprezo. Achavam aquilo mais parecido com brincadeira de criança do que com esporte.
Ainda não havia o famoso bordão (já muito ultrapassado) segundo o qual "futebol é jogo para macho". Esporte "de macho" era o remo. E era com desconfiança que um remador via o jogador em campo, com a delicadeza de um bailarino, ou correndo atrás da bola, levantando a perna, dando saltinhos.
A equipe de futebol Flamengo nasceu de um racha do Fluminense, ao fim do campeonato carioca de 1911. Sua enorme popularidade surgiu de um problema: o novo time não tinha campo próprio. Por isso os jogadores do "Fla" passaram a usar um campo improvisado, na praia do Russel. Treinavam em público, no meio do povo, e não fechados em um clube para meia dúzia de associados.
Em dias de treino, feriados, sábados e domingos, os jogadores saíam da sede do clube, na praia do Flamengo, e iam andando já uniformizados com as travas das chuteiras raspando as calçadas até o Russel para jogar. A essa procissão juntava-se tanto o menino de boa família, vestido de roupas de passeio, quanto o garoto pobre, morador do morro, calças rasgadas e pés no chão. Foram todos virando Flamengo. E uma vez Flamengo, sempre Flamengo.

Revista História Viva, janeiro de 2010, página 69

2 comentários:

Eu odeio o Flamengo e corinthians disse...

Eu odeio o Flamengo e o Corinthians, eu sei que todos vão me criticar, mas eu não posso compactuar com essa paixão doentia que levanta e mexe com tantos torcedores.
Não sei explicar, mais isso não pode continuar. Eu já estou cansando de ouvir nas Tvs que Flamengo e Corinthians são os melhores times do Brasil.
Dias após dias engolimos sem nenhuma necessidade de fome, assuntos sobre Flamengo e Corinthias

Warley Morbeck disse...

Lamento muito por você, mas TEM QUE ATURAR.