Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Calúnia do Rúbio Negrão





Sejemos cinseros e analfabéticos: chutar cachorro morto é o segundo esporte nacional, perdendo apenas para o futebol e para a ignorância funcional em matemática elementar. Mesmo assim, chutar cachorro morto consegue ser ainda mais recompensador que os dois esportes citados, porque o praticante jamais perde.

Por outro lado, chutar cachorro morto tem lá seus riscos. Além da possibilidade de tomar uma porrada de algum cataléptico, ou mesmo ter o cérebro devorado por um zumbi canino, chutar cachorro morto ainda proporciona o raro e não menos emocionante perigo de ressuscitar o cachorro. Mas o pior é que, então, não haverá como evitar que o cachorro revivido vá parar na mídia.

Em outras palavras (caso haja algum vascaíno lendo), chutar a nefasta gestão passada, só a fará retornar à mídia. E da mídia, às velhas práticas.

Sendo assim, meus leais detratores, é com imenso cuidado que trato da situação de penúria a que foi reduzido o Flamengo atual. (Sempre tento frisar o “atual”, porque o verdadeiro Flamengo ainda não é este que temos atualmente.) O Flamengo que temos atualmente está menos para Clube de futebol do que para set da série “Silent Witness”, pela quantidade de cadáveres que aparecem do nada. Claro, bem melhor torcer pra time de onde só saem cadáveres dos armário, porém...

E já que estamos falando de saída, a saída do Love. Aparentemente, o jogador preferiu o frio russo à fria flamenga. Prefere jogar na neve a jogar pra quem deve. Podia, é óbvio, ter emulado o Juninho Pernambucano, aceitando jogar no time do coração por um salário-mínimo (acredito até que, com um bom papo, o Flamengo lhe pagaria uns dois ou três, mais cesta básica e vale-transporte), mas a culpa foi toda do próprio salário-mínimo, que no Brasil só serve pra ocupar espaço no bolso.

Cenão vejemos e erremos: a meu ver, os novos gestores rubro-negros vêm realizando um saneamento exemplar. Primeiro, consertaram o vazamento de informações, evitando, assim, que a obesidade mórbida acometesse toda a mírdia escrotiva nacional. Isso feito, agora estão vedando o vazamento de dinheiro, evitando, assim, que a obesidade mórbida acometa as contas bancárias de todos os pseudoflamenguistas que locupletam com o Clube. Sim, porque como todos nós sabemos, é no rolo que os ratos se criam. O caos é o meio de cultura ideal para a proliferação do terrível verme picarettus oportunisttus.

Porém, como tudo tem dois lados (Ronaldo que o diga), compreendo perfeitamente o temor dos que se preocupam com o aqui e o agora do nosso time. Estão angustiados com a impossibilidade de contratações bombásticas (depois que o Imperador foi embora da Gávea, nunca mais chegou alguém de peso), principalmente porque nos últimos anos a base não vem emplacando sangue novo no time principal.

Daí que o meu conselho é confiar nos carecas. Se você confia cegamente no seu, você pode dar um voto de confiança aos do Mengão.

Claro, não estou aqui afirmando que a nova gestão flamenguista seja a panaceia para todos os males do Clube (e você aí, que não sabe o que é “panaceia”, larga de ser preguiçoso e vá pesquisar no dicionário... pra me dizer depois). Mas a moralização precisar partir de algum ponto, precisa começar algum dia. E outra: só em pensar que agora podíamos estar mais três anos à mercê da má-fé e da incompetência, adeus, meu querido Love, e quem mais quiser ir junto!

Porque a presente política monetária rubro-negra não logrou êxito em fazer frente às debêntures referentes ao valor de mercado exigido pela microeconomia em função do ajustamento estrutural pretendido em relação ao controle de câmbio, de modo que os credores bilaterais sujeitos à condicionalidade estatutária enfrentariam considerável default, que terminaria por minar a elasticidade necessária à expenditure-reduction policy ora vigente no Flamengo.

Simples assim.



Duplex Toc Zen

1 - Noves fora: Pelo que a gente ia pagar por um 99, dá pra pagar dois 9.

2 - Desta vez, quem caguetou tudinho pra mírdia escrotiva não foi X9: Foi X99.

3 - O Love ficava incomodado pelo mês no Flamengo ter 90 dias?: Imagina então se ele jogasse no polo norte, onde o dia tem 6 meses?

4 - Quem contratar pra vaga do Love?: Com tanto esqueleto no armário, a solução só pode ser o He-Man Rafael Moura.

5 - O Ué é Uó: A ida do Welinton pra um rival do CSKA só pode ter sido exigência expressa do Love.

6 - Vai entender os russos: A única possibilidade de o Ué chegar na Rússia voando baixo é se o avião sofrer uma pane.

7 - Welinton, Diego Maurício, Hulk, Maicon Marques...: A coisa nunca esteve tão russa na Rússia.

8 - Afinal de contas, dona mírdia escrotiva, qual é a “casa mais vigiada do Brasil”: O Big Brother ou o Flamengo?

9 - “Carlos Eduardo chega dividido entre Urubu e Peixe”Cadu seria um “sereio”?

-20 - Triste constatação, e mais lamentável ainda trocadilho: Essa Seleção sub-20 sab-nada.

11 - “Arrebentou RNT, sem dúvidas a melhor Calúnia de 2013” – Sergio 1994 (Blog da Flamengonet): Valeu, Sergio! Conseguir escrever a melhor Calúnia de 2013 já na segunda semana do ano não é pra qualquer um! Tamo junto!

12 - E o nosso bravo Welinton ao adentrar no CT do Alania: “Parece Europa!” 


13 - Twitter Cassetadas da semana (em tempo real só em @rubionegrao)

O Pelaipe é tão liso que até o sobrenome dele é o mesmo de trás pra frente.

Às vezes, credibilidade vale mais que dinheiro. Espero que o Flamengo atual seja uma dessas vezes.

Se o Seedorf entrar no vestiário do Fluminense não sai vivo.

Renato Augusto, ao chegar no Corinthians: "Não parece Europa."

Alguém conhece esse tal de Penhoras que chegou na Gávea prometendo arrebentar? É aquele que tava no Vasco?

João Henrique Areias: "A cada armário que se abre, cai um cadáver." Ainda bem que torço pra um time que dos armários saem apenas cadáveres.

Espero que esses novos reforços sejam pontuais, porque se perderem a hora o porteiro do Ninho já tá com ordem de barrar direto.

No dia em que o FluminenC contratar uma auditoria pra ver o que há dentro dos armários do Clube, a Parada Gay passará a ser feita em 3 dias.

Se Fluminense e Corinthians ressurgiram das Séries C e B para títulos nacionais e continentais, o Flamengo também há de superar a era Patty.

Com os salários novembro finalmente pagos, o Natal dos jogadores rubro-negros será gordo.

Quando a gente lê o nome "Pato" na mírdia escrotiva, está se referindo ao jogador ou ao Corinthians?

Pato: "'Troquei o Milan pelo melhor time do mundo," Deu sorte de não estar vindo do Barcelona, porque teria perdido a frase demagógica.

Com a moralização midiática do Flamengo, quem curte intriga, fofoca e baixaria ficou órfão. Mas deu sorte que começou o BBB.

"Gabriel se despede do Bahia e promete empenho no Flamengo." Já gostei muito, só por ter chegado sem brincões, cordões e maquiagem.

A única desvantagem de não trabalhar é viver sempre duro.

Pra mim, CSKA é apenas a sigla de Casa do Karaio.

"Brasileiro é resgatado após 3 dias no Peru." E saiu gritando: "ME DEIXA! ME DEIXA!"

De ser viúva do Love só me interessa a herança.

#GoldenGlobes seria o Globo de Ouro americano?

#GoldenGlobes é uma espécie de Copa Sul-Americana do Oscar, confere?

Esse Carlos Eduardo participou de qual edição do BBB mesmo?

E nada mais faço, mas negarei eternamente!

[Post originalmente publicado no Blog da Flamengonet]

Um comentário:

Vinícius Monteiro disse...

Rsrs Show de Bolisse esse texto.