Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

terça-feira, 12 de março de 2013

Calúnia do Rúbio Negrão



E o Vasco, hein? Vice pode isso! Entendeu? "Vice" pode isso...

Olha essa: o Vascão tá de vice novo de novo.

Hein? Hein?

Pois é. Foram fracas. Porque, sejendo cinsero e analfabético, o que é que ainda dá pra falar do novo vice do Vasco? Ou melhor, do velho vice do Vasco? A falta de criatividade é toda deles, que só sabem se repetir e se repetir e se repetir... Chega um ponto, caramba, em que mesmo o melhor, maior e mais bem pago gozador do mundo (que a julgar pela rua onde moro, não sou eu) fica sem ter o que acrescentar sobre os sucessivos insucessos do Clube que um dia nossos avós ousaram chamar de rival.

Cenão vejemos e erremos, meus leais e sisudos detratores: a fonte de piadas sobre vice-campeões está secando perigosamente. Não apenas isso, como também o próprio público já não acha mais graça nem naquelas piadinhas ainda bem passáveis que a gente consegue içar lá do fundo do poço de bobagens. E talvez aí resida a vingança do Vasco: deixar os zoadores rubro-negros atônitos, sem palavras e sem graça.

Os tempos estão mudando. Pode parecer loucura, mas houve uma época em que eu curtia mais um vice do Vasco do que um título do Flamengo, principalmente quando o vice era conquistado contra nós mesmos. Hoje, os vice-campeonatos vascaínos perderam a magia, aquela aura de bem maior oculto sob o manto de improvável tragédia, passando a ser exatamente o que são: migalhas.

Porque, pelo menos aqui no Brasil, ser vice é um troço subalterno demais, até quando se trata de vice-diretor, vice-governador ou mesmo vice-presidente. Ser o segundo numa hierarquia descrescente atrai incômodos refletores, que acabam evidenciando falhas e erros do quase vencedor. Quer dizer, vices podem até ser melhores que completos losers, mas sofrem muito, muito mais.

A prova disso está no famoso ditado “Os últimos serão os primeiros”. Ora, “primeiros”, e não “segundos”. Ou seja, até o último colocado, supostamente, ainda teria alguma chance de vencer, enquanto o fracasso do vice é fato consumado. Estar atrás de uma multidão não humilha, não dói tanto, simplesmente porque a multidão não tem rosto. Agora, experimente pedir para um vascaíno encarar um botafoguense hoje...

Vai saber. Às vezes os caras são masoquistas mesmo. Ou humildes. Ou sofrem de  ejaculação, digo, comemoração precoce. Mas a grande realidade é que tarados por serem o número 2, só conheço Vasco e Léo Moura.

Duplex Toc Zen

1 - Parece que o Seedorf conseguiu implantar o calendário europeu no Botafogo: O time já está em ritmo de altíssima temporada na competição que tem alguma chance de ganhar.

2 - Frustração: Agora imaginem a cara do Seedorf quando contarem a ele que “Guanabara” é um troço que nem existe mais...

3 - Merecidamente, Seedorf caminha para a conquista do título mais importante da sua carreira: O Cariocão que o Zico não trocaria por nenhuma Copa do Mundo.

4 - Zico não ganhou a Copa? Azar da Copa: Marcelo Mattos ganhou o Cariocão? Azar do Cariocão.

5 - Botafogo campeão: Olha o Rei do Choro aí achando que vai virar Rei do Rio...

6 - O quê? Botafogo campeão?: Ué, foi final de campeonato ou final de mundo?

7 - E o Vasco?: O Vasco não tem sala de troféus. Tem sala de medalhas.

8 - Essa gestão do Flamengo é tão profissional, mas tão profissional...: ... Que de amador não admite nem o esporte.



9 - Twitter Cassetadas da semana (em tempo real só em @rubionegrao)

E já começou o Dia Internacional da Mulher, também conhecido por TPM.

"Dia Internacional da Mulher" só pra quem não gosta do babado. Pra quem gosta é o ano inteiro.

Parabéns Mulheres de fibra que não se deixam ser usadas pela mírdia trash como simples repositórios de gordura e silicone. #FelizDiaDaMulher

"Ciclistas ficam nus em protesto na Av. Paulista." O que teve de gente mudando a marcha no passador errado...

Quem já foi vice até de Flamengo e Real Madrid descer a vice de Botafogo, é pra fechar pra balanço.

Botafoguense tem que ficar calado até quando ganha.

Não sei se sacaneio o Vasco por ter perdido, ou o Botafogo por ter ganhado.

Odeio o Vasco por ter sido fundado, e o Botafogo por ainda não ter acabado.

Botafogo campeão! Hoje o choro é de alegria.

O cúmulo do planejamento perfeito é entrar nos campeonatos pra ser vice, e conseguir.

E nada mais faço nem tento.

[Post originalmente publicado no Blog da Flamengonet]


Um comentário:

Vinícius Monteiro disse...

"O quê? Botafogo campeão?: Ué, foi final de campeonato ou final de mundo?"

Era o que eu estava pensando, mas não conseguia expressar.