Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

O suor do Merica - Por Zico

O suor do Merica

Junior, eu e outros jogadores estávamos no vestiário do Flamengo, na Gávea, depois de um treino, e Merica, já de banho tomado, recém chagado de Alagoinhas, inteiror da Bahia, apareceu todo produzido. A roupa, toda colorida mais parecia um arco-iris. Sempre sério, o bigode deixava o rosto mais fechado ainda.

Pedimos para ele entrar onde estávamos e fechar a porta. Queriamos conversar, saber como estava se sentindo no Rio, no Flamengo, enfim, nosso propósito era esticar a conversa o quanto pudéssemos. Meriquinha suava. Suava e sacudia a camisa tentando se refrescar. Até que não Suportou o calor.

- Quartinho quente esse, sô....

Estávamos na sauna.


***


Andávamos, mais ou menos, pelos anos 75/77. Merica já estava enturmado no Flamengo. Num jogo contra o América, no Maracanã, acertou uma bomba de fora da área. Marcou o primeiro gol dele com o manto sagrado. Correu pra galera e quando gritou "gol" foi um Deus nos acuda: a "Cremilda" voou e ele voou atrás, num pulo jamais imaginado. Segurou a dentadura no ar, antes que alguém pisasse e colocou no lugar. Todos nós por cima dele.

- Quase perdi a "criança", reclamava desconcertado.

***

Depois dos episódios da sauna e da dentadura, Meriquinha entrou no clima da intimidade. e quem estivesse lendo um jornal sofria. Ele vinha como quem não quer nada e "vapt", dava um golpe de caratê no meio da página. Rasgava a folha, acabava a leitura. Até que um dia...

Júnior estava sentado, lendo um jornal. Merica veio que veio, cheio de gás e "tchan", quase quabrou a mão. tinhamos colocado por baixo do jornal um pedaço de madeira grossa. Quase deu briga. Meriquinha teve de jogar com a mão enfaixada.

***

Vida que segue e a Ala de Compositores do flamengo, formada por Edu (meu irmão), Júnior, Zé Roberto (que saiu do Fluminense para a Gávea e sempre foi um capeta) e eu, resolveu modificar a letra do samba-enredo da Império Serrano, que era "As lendas das rainhas do mar". Adaptamos ao Merica.

Nos percursos da concentração para o Maracanã era com agente mesmo: Merica lá na frente do ônibus, nós lá atrás: Júnior no tantan, Ramirez (aquele lateral direito uruguaio) no violão, todos cantando em voz alta. O refrão dizia assim:

"Sai pra lá/ Ô diabo não quero te ver/ e de sobra/ ainda trouxe contigo o Dendê"

Aí deu briga mesmo. Merica levantou, agarrou no pescoço do Ramirez e tentou arrebentar as cordas do violão. Foi um problema tirar Meriquinha de cima do uruguaio.

Nós paramos de encarnar nele.

Tempos depois ele perdeu a vergonha e numa viagem para o Maracanã perguntou rindo (o que era raro):

- Não vão cantar a musiquinha do meriquinha, não ?

Tudo era muito divertido.

Eu fui

(Texto retirado do Espaço do Zico, Revista do Flamengo número 19)


Fonte: http://www.geocities.com/RodeoDrive/4510/colun2.htm

16 comentários:

Marcos TOTÔ disse...

Obrigado pela visita e pela força!!! Cara a torcida tem que apoiar e muito o Vandinho ele vai dar muitas alegrias ao NOSSO MENGÃO!!! É SÓ TER CALMA COM ELE!!! E nós aqui pelo sul estamos na luta pra chegar na Série A!!! abraços

Avaí Net - Avaí Futebol Clube - Nação Avaiana disse...

Bom dia camarada!
Pôxa, obrigado pela nobre visita ao meu singelo Blog, ainda mais de um Blog do nosso amado Mengão pÔ! :D

Já estou fuçando por aqui, um grande abraço e um bom dia!

Leandro

avainet.blogspot.com
blogsavaianos.blogspot.com

Warley Morbeck disse...

Valeu pela visita, galera

Gremista Fanático disse...

Caro amigo Warley e nobre Flamenguista, eu acho que se fosse só a Lusa ou nossos adversários em campo não teria maiores porblemas o pior é que lutamos contra um tribunal que é muito mais poderoso que qualquer outra coisa, e agem com golpes baixos. Todo mundo sabe que perder um Grenal ou outro jogo de goleada é muito dolorido mas pior muito pior é sofrer uma goleada de 4x0 do stjd ou seria stid. Desculpa o desabafo mas estou indignado. Abraço.

Warley Morbeck disse...

TRicolor quem manda no futebol Brasileiro é a Federação Paulista, que faz o que quer entro da CBF e do STJD

Warley Morbeck
http://flamengoeternamente.blogspot.com/

Gremista Fanático disse...

Pois é cara e o Diego Souza e Kléber do Palmeiras tambem, eles usam dois pesos e duas medidas nos julgamentos. Absurdo

Sobre o Futebol Carioca disse...

é o vasco esta muito mal mesmo, e como esta mal.

o zico é idulo.

Anônimo disse...

Grande Merica hehehe

Aldevan Junior disse...

Ótima história!

O Galinho sim tem histórias para contar.

Pena eu ter nascido em 1986. Perdi o tempo aureo do clube do meu coração.

Meus maiores ídolos até agora são Romário e Léo Moura...

Só sei das histórias do Galinho pelas histórias... Infelizmente, não vivi esse tempo...

Abraço!

Julio - Macaé disse...

Grande história. Grande Merica. Grande Zico. Grande Blog :-)

Luiz Cláudio disse...

Pergunte ao Zico se ele lembra de quando o Mengão estava fazendo a pré-temporada em Miguel Pereira e o Merica tomou todas e não conseguiu atravessar por uma ponte que dava para DOIS CARROS em Paty do Alferes.

Warley Morbeck disse...

Obrigado pela história, Luiz :-)

Vinicius Grissi disse...

kkkkkkkkkkkk
fantástica história. esta da sauna é realmente sensacional!

Leandrus disse...

Hehehe, grandes histórias!

Dani Amorim disse...

Sou de Algoinhas-BA e sou amigo do Merica, e toda essa história me fez chorar de tanto rir, imprimir esse hitórico, pois quero mostrar a minha família quando estiver reunida, todos amam o Merica narigudo na minha casa! parabéns pela postagem!!!!!

Dani Amorim disse...

Sou de Algoinhas-BA e sou amigo do Merica, e toda essa história me fez chorar de tanto rir, imprimir esse hitórico, pois quero mostrar a minha família quando estiver reunida, todos amam o Merica narigudo na minha casa! parabéns pela postagem!!!!!