Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

sábado, 7 de março de 2009

Savio - O anjo Louro da Gávea


Revelado nas divisões de base do Flamengo, Sávio começou sua carreira profissional, em 1992, quando tinha apenas 18 anos de idade.

O jovem e habilidoso atacante, com seus dribles pela ponta esquerda, logo encantou aos torcedores e à mídia esportiva, que passaram a elegê-lo como o futuro novo Zico. Não apenas pela habilidade que exibia desde sua pouca idade, mas também porque, como Zico, Sávio tinha o físico franzino e, portanto, era bastante suscetível a faltas (o que também o tornou conhecido na imprensa esportiva em meados da década de 90).

Durante o pré-olímpico para as Olimpíadas de 96, Sávio foi destaque na Seleção Sub-23, deixando, inclusive, Ronaldo Fenômeno no banco de reservas.

Em 1995, no ano do centenário do Flamengo, formou o chamado ataque dos sonhos, ao lado de Romário e Edmundo. No entanto, a vaidade impediu que o devido entrosamento ocorresse entre as estrelas do Flamengo e, com isso, o suposto ataque dos sonhos acabou se tornando um pesadelo. Na época, o trio foi ironizado com uma divertida canção (que parodiava o jingle de uma companhia aérea da época), que dizia: Pior ataque do mundo... pior ataque do mundo... Pára um pouquinho, descansa um pouquinho, Sávio, Romário, Edmundo.

Mas para Sávio, aqueles dois anos de convivência com Romário, no Flamengo, não foram nada divertidos. Logo de cara, com a chegada do baixinho na Gávea, Sávio viu-se envolvido em uma situação constrangedora, ao ter que ceder, contrariado, sua camisa 11 a Romário.

Entretanto, apesar da evidente preferência, por parte da diretoria, Romário ainda não parecia contente, em ter que dividir os holofotes com seu companheiro de clube. Por vezes, o baixinho procurou diminuir Sávio, chegando ao cúmulo de intimidá-lo, fisicamente, durante uma partida.

Finalmente, em 1997, para lamento da torcida rubro-negra, a vitória decisiva de Romário veio a se concretizar, quando Sávio acabou sendo negociado com o Real Madrid.
Em 2006, voltou ao Flamengo, clube que o revelara, e que Sávio admite ser seu time de coração. Nesta nova passagem pelo Flamengo, porém, disputou apenas 10 partidas e não marcou nenhum gol.

Ao todo Savio disputou 261 jogos com a camisa do Flamengo, tendo marcado 95 gols.

6 comentários:

Anônimo disse...

Savio foi um grande jogador quando era jovem e um mercenário na volta.

CorVo disse...

Grande Sávio!!!! Um dos maiores jogadores que ja vi jogar, e marcou muito pra mim, pois foi o primeiro grande idolo que acompanhei com a camisa do mengão.(digo primeiro, pq o zico, junior, entre outros, infelizmente só vi em videos)
SRN

Marcello Panazio disse...

Sávio foi um dos maiores atacantes brasileiros da década de 90. Rápido e com um futebol sempre objetivo. Não deu sorte na volta em 2006 porque o time já estava na libertadoes de 2007 e se desinteressou do brasileiro. Merecia uma festa de despedida pelos títulos que conquistou pelo Flamengo.

Anônimo disse...

Bruno Gustavo.
Sávio, meu primeiro ídolo no futebol p mim era o melhor.

Anônimo disse...

savio pra mim foi o maior jogador do flamengo

olc disse...

para mim savio foi o maior jogador do flamengo