Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Flamengo 7 X 0 Universidad Católica do Chile

Sem dúvida uma das maiores provas de força do Flamengo em competições sul-americanas. De acordo com o regulamento da Copa Mercosul 1999 dos cinco grupos da primeira fase apenas oito clubes se classificariam para as quartas de finais da competição, os primeiros colocados junto com os três melhores segundo colocados.

A situação do Flamengo não era uma das mais favoráveis. O clube precisaria torcer por uma combinação de resultados para passar em primeiro lugar no grupo, teria que torcer pra Olimpia e Colo-Colo empatarem o jogo no Paraguai e teria que vencer por 2 ou mais gols de diferença.

Porém o clube para depender apenas de si mesmo pensava em se classificar entre os 3 melhores segundo colocados. Palmeiras com 11 pontos já estava classificado e restariam assim 2 vagas.

Quatro times estavam na briga, o Flamengo era o que possuía menos chances de se classificar. Nacional e Corinthians que haviam jogado antes já haviam alcançado 10 pontos e possuíam um saldo de 4 e 5 gols respectivamente. O Fla tinha conquistado 7 pontos e detinha um saldo de apenas um gol, sendo que havia empatado o ultimo jogo em casa contra o Colo-Colo após estar vencendo por 2x0. O Boca Juniors, com sete pontos, também tinha chances de se classificar pois possuía um saldo de 3 gols.

Ou seja, para não depender do jogo do Boca Juniors o Flamengo teria que ganhar por quatro gols de diferença, ou teria que vencer por três gols e torcer pro Boca não ganhar do Universidad Católica, até então lanterna de seu grupo.

O Jogo

Quando o time entrou em campo, às 21:30, o Olimpia já batia o Colo-Colo por 1x0, restando ao Rubro-negro apenas a goleada para se classificar.

Porém quem é rubro negro nunca pode pensar pequeno e o time entrou em campo com apenas um objetivo: massacrar do começo ao fim. O ímpeto surtiu efeito e o time abriu o placar logo aos cinco minutos de jogo com gol de Caio.

O time se animou e continuou a pressão, o jogo praticamente se tornou treino de ataque contra defesa, o time do Universidad de Chile não pressionou nenhum momento e acabou sendo presa fácil pro time rubro-negro no primeiro tempo.

Aos 16 minutos Romário começou seu show de gols, após bela jogada individual marcou o segundo e sem ao menos deixar o rival respirar já marcou o terceiro gol no minuto seguinte após rebote na área.

Com os gols a torcida começou a ter certeza de que a classificação viria, afinal o que se via em campo era um massacre, um time com total posse de bola que ditava o jogo com muita velocidade. Restaria apenas mais um gol, que viria aos 35 minutos, novamente o baixinho após completar o chute de Leandro Machado.

Festa na torcida! O time que antes precisava golear para se classificar agora teria que passar apenas o segundo tempo sem sofrer gols que já estaria garantido nas quartas de finais. Todavia o time manteve o espírito e não parou de atacar no segundo tempo, tanto é que logo aos 3 minutos Marco Antônio marcou e ampliou a vantagem pro Flamengo.

Avassalador Romário marcou seu quarto gol na partida aos 10 minutos, seu gol numero 200 no clube, e acabou com qualquer duvida sobre a classificação rubro-negra. O time chegou a esfriar o jogo e passou a jogar apenas em respeito ao adversário, mesmo assim ainda deu o tempo de fechar a goleada histórica com gol de Rodrigo Mendes faltando dois minutos para o fim.

Tal feito provou para toda a América o poder da tradição do Flamengo, mesmo desacreditado o time conseguiu apresentar um futebol de muita qualidade, sendo sem dúvida uma das melhores partidas do time no ano. O Boca Juniors acabou vencendo por 2x0, porém não tinha mais chances de roubar a vaga do Flamengo e acabou eliminado pelo Corinthians em um sorteio realizado na sede da Conmebol, já que ambosos clubes possuiam campanhas idênticas.

Logo depois o Flamengo acabaria sendo campeão, muito devido a força que ganhou após esta classificação.


FLAMENGO 7 x 0
Primeira Fase - Copa Mercosul 1999

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 07/10/1991

Árbitro: Daniel Bello (URU)
Assistentes: Gustavo Gallesio (URU) e Walter Rial (URU)

Gols: Primeiro Tempo: Caio aos 5', Romário aos 16', 17' e 35'; Segundo Tempo: Marco Antônio aos 3', Romário aos 10' e Rodrigo Mendes aos 43'.

FLAMENGO: Robson, Maurinho, Juan, Ronaldo, Leandro Ávila, Marco Antônio, Beto, Fábio Baiano (Marcelo), Leandro Machado (Rodrigo Mendes), Caio (Iranildo) e Romário. Técnico: Carlinhos.

UNIVERSIDAD DE CHILE: Vargas, Catañeda, Fuentes, Rojas, Moral, Tello, Galdames, Gonzáles, Rodríguez (Yáñez), Rey (Olarra) e Monsalve (Pardo). Técnico: César Vácchia

Crédito: Flapédia

Um comentário:

Julio Cesar disse...

Um título e uma classificação no melhor estilo Flamengo!