Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

GRAÇAS A DEUS, FLAMENGO!

Resolvi escrever um pouco sobre a minha vida rubro-negra, como nasci Flamengo e como essa paixão cresceu e se tornou parte de mim, da minha vida.

Nasci em 1981, numa família de pai flamenguista, mãe vascaína e irmãos flamenguistas, ou seja, mesmo não precisando de nada para minha rubro-negrice aumentar, ainda tinha uma família de pressão, já que minha mãe nunca ligou para futebol e torce para o Fla quase sempre, pois não gosta de ver os filhos tristes com as derrotas. Ainda nasci em um ano de glória para o clube e cresci numa década de ouro. Ainda bem!

Minha primeira ida ao Maracanã foi na final do Brasileiro de 1987, no nosso tetracampeonato. Foi paixão à primeira vista. Tinha 6 anos, fui de cadeira, o estádio lotado e aprendi a cantar as primeiras músicas da torcida.

De lá para cá, sem dúvida, minha vida mudou. De 1993 para cá, passei a frequentar mais o estádio. Já passei por todos os setores: geral, cadeira, arquibancada branca, verde, amarela e cadeira especial (camarote ainda não tive o privilégio). Já passei por várias emoções também, correr para atrás da linha de corner na geral, para aparecer na Bandeirantes, ser pisoteada na arquibancada, ficar com a panturrilha roxa na antiga cadeira comum e curtir o conforto de uma cadeira especial. Cada lugar tem sua particularidade, mas todos têm a mesma emoção: estar no meio da maior torcida do mundo.

Passei por muitas alegrias: Tetra Brasileiro em 1987; Carioca de 2001, estava na arquibancada, atrás da baliza em que o Pet fez o gol; Pentatri carioca esse ano e muitos outros. Mas infelizmente, passei tristeza também, mesmo sendo poucas, uma marcante foi a perda da Copa do Brasil de 1997 para o Grêmio, em que um empate em 2x2 deu o título para o time gaúcho.

Ser Flamengo é isso, emoção desde que se vem ao mundo.

Graças a Deus nasci Flamengo, sou Flamengo e morrerei Flamengo!

SRN

Nívea Richa

Blogs em que escrevo:

http://flamengoaspirinaseurubus.blogspot.com/

www.magiarubronegra.com.br

**********

Mande você também seu texto para o Flamengo Eternamente

3 comentários:

Nivinha disse...

Nossa, estou toda boba com meu texto! rsrsrsrs
SRN

Warley Morbeck disse...

Obrigado, Nivinha. Colabore sempre
;-)

Dani Souto disse...

É aquela velha frase, celebre:

"Eu teria um desgosto profundo, se faltasse um Flamengo no mundo"

Bjs pessoas hexacampeãs!!