Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Termômetro

Como se mede uma paixão? Como se sabe a medida exata do amor? Dedicação? Vontade? Abnegação? Entrega?
São muitas a teorias de como uma paixão / amor se sustenta, mas na minha opinião (PESSOAL) acho que ainda não conseguiram definir ou inventar um “medidômetro” que mostre com exatidão o tamanho do amor de cada um por determinada pessoa, coisa, instituição etc.
E esse é um dos motivos que fico indignada quando se põe em dúvida o meu (ou de qualquer um) amor pelo Flamengo. Sou daquelas que ficam inchadas de orgulho e alcanço os 3 metros de altura quando falo do Zizinho, Uri geller, Andrade, Júnior, Nunes, Zico, Adriano…fico com quase 3 metros quando envergo o Manto, sinto e sei, que com ele posso tudo. Cada um sabe exatamente o quanto muda e do quanto abre mão para estar perto ou para seguir o Flamengo. Eu mesma, ontem ao assistir o enfadonho 0 x 0 pensava: O que me move? O que me faz, mesmo sem reconhecer o time em campo, já fazer contas e adaptações para ir ao próximo, e provavelmente igual, jogo? Só pode ser amor.
(...)


Eu sempre acredito no Manto.

“Amor igual ao teu , eu nunca mais terei
Amor que eu nunca vi igual, que eu nunca mais verei
Amor que não se pede
Amor que não se mede…” Cidade Negra

Saudações Rubro-Negras!!!!!!!

Renata Rosa Graciano

Um comentário:

JEFF disse...

Parabéns ao Warley por trazer para cá esta bela declaração da Renata