Pesquise no Flamengo Eternamente

Pesquisa personalizada

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Júlio César: o paredão rubro-negro



Júlio César Soares Espíndola nasceu no dia 3 de setembro de 1979. Criado nas categorias de base do Flamengo, o goleiro estreou por seu clube de coração em 1997 e se firmou como titular no Brasileiro de 2000 e ficou até 2004 na Gávea. Conquistou a Copa dos Campeões Mundiais (1997), dois Campeonatos Cariocas (1999 e 2000) e uma Copa Mercosul (1999) como reserva e outros dois Campeonatos Cariocas (2001 e 2004) e uma Copa dos Campeões (2001) como titular.

Júlio César teve grande atuação na final do Campeonato Carioca de 2001 contra nosso eterno vice ao fazer várias defesas importantes e difíceis na emocionante vitória por 3 a 1 que garantiu o tricampeonato carioca (dois gols de Edilson e um golaço de falta espetacular de Petkovic). Graças ao talento excepcional e muito amor ao Flamengo, o goleiraço conquistou a Nação Rubro-Negra.

Júlio César foi para a Itália em 2005 e jogou pelo Chievo Verona e pelo Internazionale de Milão, onde fez muito sucesso e conquistou vários Campeonatos Italianos (de 2006 até 2010) além de 3 Copas da Itália (2005-2006, 2009-2010 e 2010-2011), 1 Liga dos Campeões da Europa e um Mundial de Clubes da Fifa (2010) entre outros títulos. Em 2012, Júlio foi para o Queens Park Rangers da Inglaterra.

O goleiro foi merecidamente convocado para a Seleção Brasileira pela primeira vez em 2003 para a Copa das Confederações como reserva de Dida e brilhou na Copa América de 2004 quando defendeu um pênalti contra o Uruguai. Júlio César também disputou as Copas do Mundo de 2006 e 2010 e conquistou a Copa das Confederações como titular em 2009 e 2013, ano em que voltou à Seleção e deu a volta por cima. Fiquei muito feliz quando o Júlio defendeu o pênalti na semifinal contra o Uruguai na suada vitória do Brasil por 2 a 1 (gols de Fred e Paulinho). Júlio foi eleito o melhor goleiro da competição.

Embora goste do goleiro Felipe, eu gostaria de ver o Júlio César vestindo o Manto Sagrado novamente e tenho muito orgulho de ver um ótimo goleiro revelado pelo Mengão fazendo sucesso na Seleção.

Fontes de consulta:

Um comentário:

Vinícius Monteiro disse...

Com certeza. Acho que a diretoria deveria olhar melhor para ele. Além de eu sentir um baita orgulho dele vestindo o manto novamente, seria uma ótima ação de marketing para alavancar o ST e as vendas das camisas.